O espelho

"Somos espelhos um dos outros."

É o que diz a Sabedoria das Culturas Indígenas.

Espelho reflete, por isso é utilizado, para ensinar que refletimos no outro e somos refletidos.

Aquelas pessoas que nós são tão significativas podem estar servindo a esse propósito: estar refletindo algo que pertence a nós mesmos pela falta.

Principalmente pela falta de compreensão de "algo" que existe dentro de você da qual você não consegue atribuir valor, ou talentos esquecidos que precisam ser melhor trabalhados e desenvolvidos.

Por isso, cada pessoa que acontece em sua vida, estará evocando muitas coisas dentro de você, quanto mais intenso for as emoções envolvidas, mas poderoso poderá ser o ensinamento.

Sendo o outro, um "Mestre" no seu caminho evolutivo, ensinando muitas coisas sobre você mesmo.

É da Sabedoria dos Antigos a metáfora do espelho e temos três condições que podem estar nos ensinando algo:

Espelho Claro, são pessoas que temos admiração e que queremos imitar mas não nos sentimos capazes de.

Espelho Esfumaçado são pessoas que espelham coisas que temos horror. Por isso, tememos qualquer aproximação, nos dão medo, raiva e sentimentos hostis. Elas espelham algo que não sabemos lidar e que não temos a compreensão sobre o que é exatamente. Por isso, tendemos a fugir, ignorar, desprezar e quase sempre servem de bode expiatório. Mas independente do que você irá fazer com que sente pela pessoa, é fato que ela incomoda muito. Se você vencer o desafio pode descobrir coisas interessantes sobre você mesmo.

Espelhos Rachados, são pessoas que amamos e admiramos mas que nós causa medo e até um certo constrangimento. Ficamos inibidos, sentimos que estamos diante de "Deuses", "Heróis", "Super Poderosos", e que tememos chegar perto. Talvez essa inibição tenha a ver com o medo que temos que o espelho se quebre de fato e você se decepcione vendo que aquela pessoa é um Ser Humano, cheio de humanidade, feito de carne e osso. Uma pessoa igual a todas, cheia de falhas, defeitos e etc... Pois foi você que precisou por alguma razão colocá-la num pedestal para adorá-la. Eis outro bom Mestre...

Segundo o livro "O Caminho Quádruplo" de Angeles Arrien, esses ensinamentos dizem respeito ao Caminho do Visionário". Aquele que sai em busca da Visão a fim de encontrar a verdadeira essência de si mesmo e que pode compreender o papel do outro em sua vida.

Na Psicologia chamamos esse fenômeno de Projeção.

De qualquer forma, aquilo que se oculta em nossa percepção consciente atua como parte da nossa Sombra.

E logo vemos isso no outro, por ainda não ser capaz de reconhecer em sí mesmo.

Quando integramos a Sombra, ganhamos força, assumimos uma parte de uma verdade oculta e podemos sentir a congruência interna de estar integrado com a verdade mais profunda de nosso Ser.

Ganhamos com isso, maior liberdade, pois quase sempre nos libertamos de algum sofrimento, incomodo, fixação, enfim...quando compreendemos o que o outro está refletindo em nós, ganhamos algum nível de desendentificação libertadora.

Integração dos Opostos, Luz e Sombra eis um dos caminhos.

Sem integrar os aspectos sombrios a pessoa não pode receber a Visão.

Pois estará correndo o risco de ser tragado pelas teias das ilusões e ficar contaminado pelo falso Eu. Pelo "Eu" distorcido.

"Quando não estamos conectados com nossa própria integridade, tornamos perigosos."

Pois vivemos uma mentira. Não podemos expressar a singularidade do nosso Ser. Apropriar-se do seu auto-valor. Sintonizar-se com sua inteireza.

A integridade levá-nos a experimentar a criatividade do Espirito. Quando somos criativos manifestamos a nossa própria Medicina Pessoal de Cura e tornamos nossa Alma conectada com a Sabedoria do Campo de Cura. E então, somos remédio. Em nossa Medicina única, manifestamos a qualidade do nosso Ser.

Podemos, ao estar conectados com a Fonte, ser um agente de cura. De si e do outro.
O Ser você mesmo.

Simplesmente, Ser quem você é! Único e exclusivo.

Mitakuye Oyasin
Por todas as nossas relaçoes.

2 comentários:

  1. Olá Cida!
    Nossa adorei a mensagem,realmente tudo muito verdadeiro.
    Li o texto várias vezes ,mas salvei ele aqui,para meditar bem,e assimilar mais ensinamentos dele.
    Essa parte aqui achei divino:
    Podemos, ao estar conectados com a Fonte, ser um agente de cura. De si e do outro.
    Obrigado por mais esse ensinamento.
    Bjos em seu coração com cheirinho de Jasmin.

    ResponderExcluir
  2. Oi querida Claudia,
    Que bom que gostou. Fico muito feliz com a generosidade do seu feedback.
    Sempre que estamos conectados com a Fonte preenchemos-nos de amor e essa natureza de amor é profundamente curativa. Venha sempre! Abraços!

    ResponderExcluir

Bem vindo! Deixe aqui seu comentário.