Mostrando postagens com marcador Relacionamento. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador Relacionamento. Mostrar todas as postagens

Respeito

BERT HELLINGER - SOBRE RESPEITO
"Respeitar significa, antes de tudo, reconhecer. Respeitar uma pessoa é reconhecer que ela existe, que é como é, e que é certa da maneira como é. Isso pressupõe que eu me respeite da mesma forma - que eu reconheça que existo, que sou como sou e que, tal como sou, também sou certo.
Quando respeito a mim e ao outro dessa maneira, renuncio a construir uma imagem de como deveríamos ser. Sem essa imagem não existe juízo sobre o que seria melhor. Nenhuma imagem construída se interpõe entre mim e a realidade, tal como ela se mostra.
Isso possibilita um segundo elemento, que também pertence ao respeito: eu amo o real, tal como ele se mostra. Isto significa, antes de tudo, que me amo tal como sou, amo o outro tal como ele é, e amo a maneira de sermos diferentes.
O respeito inclui ainda um terceiro elemento, talvez o mais belo: eu me alegro com o real, tal como se manifesta. Alegro-me comigo tal como sou; alegro-me com o outro, tal como ele é, e alegro-me com o fato de que sou diferente dele e ele é também de mim.
Esse respeito mantém distância. Ele não invade o outro e não permite que o outro me invada, me imponha alguma coisa ou disponha de mim de acordo com sua imagem. Ele torna possível que nos respeitemos sem nada querer um do outro.
Quando precisamos ou queremos algo, um do outro, devemos ainda questionar um quarto ponto: nós nos promovemos mutuamente ou inibimos o desenvolvimento nosso ou do outro?
Se, da forma como somos, impedimos nosso desenvolvimento ou o do outro, o respeito nos separa, ao invés de nos aproximar. Nesse caso, devemos cuidar para que cada um siga o seu próprio caminho e se afaste. Com isso, o amor e o contentamento por mim e pelo outro se aprofundam, em vez de diminuir. Por quê? - Porque o amor e a alegria são tranquilos, como o respeito."
Bert Hellinger

Respeito

Os efeitos de quando não respeitamos e quando respeitamos os parceiros anteriores

Frequentemente, um parceiro anterior é excluído por medo de que ele possa atuar de forma ruim na família. Mas exatamente, se procedemos assim, é que ele atua de maneira negativa. Não porque ele seja ruim, mas sim porque não é respeitado. O sistema não tolera que uma pessoa que lhe pertence não seja respeitada. Quando não se reconhece isso, por exemplo, quando o marido diz à mulher anterior: "Eu ainda não tinha visto você direito", e agora ele olha para ela, então ela fica amável. As pessoas são profundamente amáveis, quando respeitadas. Então, o segundo relacionamento tem uma possibilidade muito mais profunda e plena.

(Bert Hellinger no livro O Essencial é Simples)

Relacionamentos


Queridos, compartilhando o Vídeo com a Palestra de Vera Bassoi, vale a pena ouvir.

Site da Comunidade: http://www.consteladoressistemicos.com



Respeito




O respeito é a base para qualquer relacionamento poder dar certo. Sem o qual o solo fica minado, sem condições de semeadura. Não basta amar, o amor tem que estar acompanhado de respeito.

O que mais acontece entre os casais e que existe uma recusa em honrar o parceiro, tanto o homem honrar a mulher, quanto a mulher honrar o homem.

Em relacionamentos entre casais do mesmo sexo o mesmo procede, um precisa honrar o outro e respeitá-lo.


Não podemos jamais excluir nada que faça parte do todo. Se existe, faz parte e merece seu lugar de respeito.

É fundamental num relacionamento entre casais que um respeite o outro assim como ele é.

A maioria simplesmente casa com alguém que não existe, ou com alguém que se pretende mudar com o tempo. 

Isso é o caminho certo para que o relacionamento não dê certo ou que a frustração, a insatisfação e o vazio entrem em cena.

Se você não respeita seu parceiro ou parceira é bem provável que o perca.

Existem milhares de pessoas juntas, mais totalmente perdidas no relacionamento, sem sintonia.

Quando você concorda com o outro, assim como ele é, e pode expressar seu amor reafirmando que o ama assim como é, isso resulta em segurança 


Cida Medeiros





A Boa Percepção


Hoje no nosso grupo de estudos de Constelações Familiares o tema trazido por nossa colega foi muito auspicioso, foi sobre a "Boa Percepção" e com exercícios que enriqueceram nossa compreensão.

Vou fazer uma resumo sobre isso...

A Boa Percepção é possível segundo a definição de Hellinger Science quando conseguimos olhar o todo de forma positiva.



Normalmente olhamos o detalhe e fixamos nossa atenção, ocorre que na maioria das vezes o "olhar" para o detalhe é carregado de critica e quase sempre uma critica destrutiva, que normalmente tira a força e leva a estagnação.

Observem se ao olhar para uma situação sua visão se prende ao detalhe, fixa, tem a tendência de criticar e procurar o defeito.

Quando nos auto-observamos podemos perceber a natureza de nossa observação e de que forma nos relacionamos com isso...se comunicamos ao outro e de que forma o fazemos...

Exercitar a ampliação do olhar...buscar sentir com o coração, os aspectos positivos do que estamos vivenciamos. Permitir com essa postura uma mudança geral no estado das coisas, colocando mais qualidade, mais reconhecimento e força. Essa percepção cria um movimento, libera a estagnação e sintoniza o fluxo.

Então, procure fazer esse exercício...

Amplie a percepção, observe o outro, sinta em seu coração algo de bom e comunique a verdade da boa percepção e veja o resultado.

Quando olhamos o todo, deixamos que nossa percepção se amplie, com esse entendimento e observação podemos  descondicionar a critica e equalizar melhor as vivências experimentadas.

Ser mais equânime.

Nesse sentido um bom exercício é buscar sentir com o coração algo que acrescente a esse olhar em direção ao outro uma frase de boa percepção, comunicando a fim de criar um movimento positivo no outro.

Isso é a Boa Percepção que Hellinger nos orienta.

Abertura no olhar, sintonia com o coração e comunicação, isso resulta numa Boa Percepção.

Enriquece os relacionamentos, aumenta a auto-estima, nutre, soma e amplia qualidades na convivência.

Observe o outro, pare, respire fundo, sinta o seu coração, busque recolhecer uma qualidade positiva e depois comunique e veja os resultados...ou simplesmente observe... Se você conseguir uma boa sintonia com a verdade da boa percepção que você realizou e reconheceu no outro, ao comunicar a frase terá um efeito positivo. Isto é, fará tão bem ao outro, que você impulsiona o movimento que o leva adiante e resulta em a avançar em direção ao um bem maior.

Vale a pena.

Todos ficaram bem e felizes, foi bem legal...

Cida Medeiros

Divórcio




Divorcio - Internacional Camp Training na Alemanha - Bert Hellinger
Tradução - Mathias Bronk

Meditação

"Eu era tão feliz...