CNA - Primeiro Encontro


Nesse Sábado dia 26 de julho de 2008, aconteceu o Primeiro Encontro Nacional promovido pela CNA (Central Nacional de Astrologia), promovido pela Regional de São Paulo, com o Tema: Caminhos Astrológicos.

Contando com a participação de autoridades reconhecidas no campo da Astrologia, onde a união de "competências" tem criado um novo panorama no setor, enriquecendo à todos, partilhando saberes e abrindo portas e apresentando a sociedade uma astrologia que dá gosto de ver.

Infelizmente não pude estar, pois já estava comprometida em dar a Oficina da Sabedoria Kahuna na Paz Géia à mais de dois meses.

Mas já sei que foi um sucesso e que a categoria de Astrólogos está cada vez mais unida.

A Astrologia é para mim um sistema de conhecimento extremamente apropriado para meu trabalho como Terapeuta.

Já tentei por horas a fio, estudando, invalidar o sistema astrológico, mais me rendi as evidências, a astrologia funciona.

A Astrologia aplicada com consciência é um campo precioso de informações e orientações que ajudam por demais o individuo a se encontrar. Dentro de uma dinâmica de energias que com o passar do tempo a pessoa vai podendo perceber e reconhecer.

Eu mesma, aos poucos, vou dominando melhor a dinâmica de energias do meu próprio mapa e tentando fazer o melhor que eu posso, percebendo os trânsitos e tentando me orientar pela intuição.

Meu caro leitor, se você veio até aqui, prestigiar, então, sugiro que entre no site do CNA e veja que maravilhoso trabalho esta sendo desenvolvido e o que já foi realizado. Se você é astrólogo, junte-se a nós!

Conheça a CNA - Central Nacional de Astrologia.

www.cnastrologia.org.br

Vale a pena também entrar no site da Astrobrasil


Quem quiser assistir a entrevista concedida pelo Mauricio Bernis falando sobre o inicio da CNA, é só clicar no seguinte link:

Entrevista com Maurício Bernis Presidente da AstroBrasil e CNA
Grata
Cida Medeiros

PRIMEIRO PASSO NO USO EXPERIMENTAL DA HUNA

Max Freedom Long

Boletins Huna 1948-1971

BOLETIM I

PRIMEIRO PASSO NO USO EXPERIMENTAL DA HUNA

De Max Freedom Long para os Associados de Pesquisa Huna e Estudantes
Traduzido por Mártin Rafael Flores

ALOHA:

Estamos prestes a colocar o antigo Sistema Huna em teste em larga escala. Trabalho
experimental suficiente já foi feito para provar que a Huna funcionará para nós tanto
quanto funcionou pelos Kahunas, mas somente um início foi feito.

Precisamos praticar e experimentar para obter destreza.

Pelo fato de muitos de nós termos problemas a resolver em nossas próprias vidas, o
primeiro passo no qual eu recomendo é lidar com a Alta Magia.

Quero cada um com suas vidas melhoradas.


Quero que construam em seus futuros com condições de saúde,
financeiras e condições gerais corretas como um primeiro passo necessário na
experimentação da Huna.


Deste trabalho você irá obter experiência, e de nossas
experiências combinadas avançaremos por todo o projeto de recuperação da Huna.

Seu futuro é, na maior parte, ainda um mapa incompleto. Você não decidiu onde
está indo, e, como o Aumakua cria partes de seu futuro diariamente de seus pensamentos do que você quer ou do que você teme, seu mapa é preenchido com vagas linhas indicando a direção dos incertos caminhos de cada dia. Também existem manchas aqui e ali indicando doenças, acidentes e a realização de todos os eventos temidos.

Pegue nosso livro sobre Huna, Os Milagres da Ciência Secreta, e leia novamente o
caso 29. Então faça a si mesmo perguntas como um Kahuna fez a mim. Descubra o que
você quer que aconteça no seu futuro. Pergunte-se novamente como você se sentiria se
isto ou aquilo ou tal coisa acontecesse como resposta ao seu trabalho com Alta Magia.

Durma pensando no assunto. Quando você chegar a um resultado, se firme nele. Faça-o
definitivo. Você está planejando seu futuro e deve parar as mudanças na sua mente sobre o que você deseja que aconteça. Você está para se estabilizar e se dirigir com toda sua força num conjunto de metas definido.

Você pode mais tarde adicionar coisas no seu mapa, mas você não deve fazer mudanças fundamentais e assim causar confusão.

Diga a si mesmo:

“Eu quero estar.......................................................................”
“Eu quero fazer........................................................................”

Então invista seus esforços nisto! De a seu Aumakua tempo suficiente para construir
AQUELE FUTURO para você, e para este futuro ser realizado no seu dia-a-dia.

Dê ao Aumakua liberdade. Não especifique COMO os resultados desejados devem ser obtidos.

Isso não é brincadeira de criança. É provavelmente o trabalho mais sério a que você
alguma vez tenha se dedicado porque você está agora para começar a determinar o curso
de toda sua vida.

É trabalho sério para todo mundo porque você é agora um pioneiro abrindo trilhas na selva, para aqueles menos esclarecidos e menos capazes viajarem amanhã num caminho rumo a um dia novo e muito melhor.

Faça o que você puder no presente para lidar com seus complexos de culpa ou
outras fixações escondidas. Leia e releia o livro e você gradualmente terá um conhecimento prático desta parte do problema. No devido tempo teremos vários Associados aptos a ajudar com as fixações, mas ainda não temos nenhum.

Permita a você mesmo ponderar diariamente no ensinamento Huna de que nenhum ato é um pecado, ao menos que prejudique alguém.

Aqui está informação que não é encontrada no meu livro. É parte do conhecimento
adquirido por W.R. Stewart, que descobriu e estudou com os Kahunas no Norte da África.

Ele levou anos testando esta parte das instruções dadas a ele por sua professora Kahuna, e percebeu que eram muito importantes.

1. Seu Aumakua e aqueles de seu marido, esposa, filhos, parentes, vizinhos e etc.
trabalham juntos. É assim porque vivemos em grupos e nossa vida é vivida em
relacionamentos com outros. Estes Eus Superiores, entretanto, estão muito mais
intimamente ligados do que nós, que vivemos nos densos corpos físicos.
Eles evoluíram ao ponto de formar uma irmandade perfeita. Eles existem como indivíduos, mas também são um só com todos os Eus Superiores numa unidade geral de existência.

Eles representam a Mente Universal ou Espírito Crístico que nós, modernos, viemos
a conhecer de uma vaga maneira. Este grande corpo de unidos e separados Eus Superiores foi chamado pelos Kahunas de Poe Aumakua, ou “Grande Companhia dos Espíritos Paternais Totalmente Confiáveis”.

Todas as preces devem ser destinadas ao Aumakua, e se
seres mais elevados deverão ser envolvidos na ação, o Aumakua irá cuidar dessa questão.

2. Pelo fato de que cada Aumakua no seu grupo de Aumakuas ama seu próprio
homem, mulher ou criança, sobre o qual permanece como um Anjo da Guarda (Não
importa quão mau uma pessoa pode ser), o grupo de Aumakuas correspondente ao seu
grupo no nível inferior deve ser considerado quando pedimos a nosso próprio Aumakua
para fazer mudanças no futuro para nós que terá efeito no outros do nosso grupo. Se
imagine parado na frente dos Eus Superiores unidos de seu grupo, e fazendo seus pedidos.

O que você veria em suas faces resplandecentes se você pedisse por alguma coisa que
prejudicaria um dos seres terrenos sob seus encargos e proteção? Estes Eus Superiores
amam cada criança terrena com um vasto e piedoso amor paternal. E, não se esqueça
disso, eles devem se manter sem dar auxílio e assistir seus terráqueos fazendo coisas que os colocarão em toda espécie de problemas. Esta é a LEI. O Aumakua deve se manter
afastado e deixar o Unihipili e Uhane (o homem) aprender pela experiência. Este é nosso presente dado por Deus, livre-arbítrio. Somente eventos de longo alcance em nossa vida devem ser preparados para nós. Todos os outros eventos e condições devem ser feitos dos materiais que enviamos aos Eus Superiores na forma de formas-pensamentos, e de atos cumulativos que realizamos. Se você deseja provocar a maior alegria possível no “céu”, você pode fazer de duas maneiras: primeiro, reconhecendo seu próprio Aumakua e solicitando que ele tome conta de sua vida (uma abertura de portas figurada para o auxílio do Aumakua), ou, segunda, por reconhecer a existência de outros Eus Superiores do grupo e pedindo a eles para ajudar você a ajudá-los em suas tarefas terrenas.

Na igreja muita ênfase é colocada em salvar almas. Na Huna a ênfase é colocada em
ajudar outros a ter conhecimento dos Eus Superiores, e evoluir da selvageria e voracidade animais do Unihipili ao ponto em que suas vidas podem ser ordenadas e suas portas abertas para a ajuda e guia e cura dos Eus Superiores. Esta é a verdadeira salvação – a única conhecida no Antigo Conhecimento Secreto. Para sermos digno do auxílio dos Aumakuas devemos nos tornar um pouco como eles são. Devemos ser amáveis, tolerantes e dispostos a ajudar nossos semelhantes sem esperar recompensas. Quanto mais alto evoluímos menos nos apegamos, e mais doamos.

W.R. Stewart descobriu que uma prece-ação feita somente para seu próprio bem,
obtinha resultados lentos em comparação a ações empreendidas pelo bem de outros como
para seu próprio bem. (Lembre-se do fato de que em Lourdes as pessoas que foram rezar
por outros são as mais frequentemente curadas.) Quando você ora pelo bem de outros
você chama a seu cuidado seus Eus Superiores.

Faça uma prece por dez e você terá Poder e Sabedoria incríveis te apoiando. Ore por ajuda para a humanidade e você terá toda a Companhia de Aumakuas te escutando. Até o menor dos atos feito com o fim de ajudar outro em nome do Aumakua que guarda esta pessoa, é abençoado em toda proporção do próprio ato. “Até mesmo se faz ao menor destes, o faz a mim” disse Jesus, e ele falou como um Aumakua. É por isso que o Serviço é tão grandemente exaltado em todos os ensinamentos. Este é o caminho no qual podemos servir aos Seres Superiores. Evolua você mesmo. Ajude outros a evoluir. W.R. Stewart viveu para servir. Depois de sua morte recebi um pequeno bilhete de sua velha arrumadeira. A nota terminava com “Ele foi um homem
tão bondoso”. Que epitáfio para ser gravado nas memórias que são seus únicos
monumentos! Ele serviu – SERVIU!

O 1º passo é decidir o que você deseja ser ou fazer. O 2º passo é fazer uma clara e
duradoura imagem na sua mente (formas-pensamentos) do que você quer que aconteça.
Cada dia, por alguns minutos, ponha de lado as condições presentes e se imagine vivendo como você visualizou a si mesmo no futuro. Adentre no seu futuro imaginado mais completamente cada dia até que você consiga esquecer as indesejáveis coisas do presente – esqueça-as por alguns minutos. Imagine sua casa nova, o emprego novo e a vida nova.

Para saúde, imagine-se em algum dia antigo quando você estava pleno de saúde. Esqueça
a doença do presente, a qual já está de retirada, e que não é real no futuro que está sendo construído por você em resposta a suas preces.

Ore para ter seu quadro mental materializado. Ore tanto quanto você se lembrar, e
sempre apresente sua imagem como o coração de sua prece. Não espere por uma resposta
total para a prece, mas comece com pequenas ações de serviço ao mesmo tempo. Faça
tudo que você pode neste nível inferior e confie que o Aumakua faz a parte dele em seu nível superior. Não determine COMO as coisas devem ser manifestadas. Deixe isto para os Eus Superiores. Se você tem fé e perseverar, o Unihipili compartilhará desta fé na hora certa e entregará (telepaticamente) suas preces à medida que você as formula.

Se livre de seus ódios ou você odiará um Aumakua e não obterá progressos. Um grande Kahuna disse uma vez “Faça o bem para aqueles que maliciosamente se aproveitaram de você.” Se você pode superar este obstáculo, seu caminho adiante será simples, amplo e tranqüilo.
M.F.L.

Oração do Perdão Huna


Buscando eliminar todos os bloqueios que atrapalham minha evolução,
dedicarei alguns minutos para perdoar. A partir deste momento, eu perdôo
todas as pessoas que de alguma forma me ofenderam, injuriaram, me
prejudicaram ou me causaram dificuldades desnecessárias.

Perdôo, sinceramente, quem me rejeitou, me odiou, me abandonou, me traiu, me
ridicularizou, me humilhou, me amedrontou, me iludiu.

Perdôo, especialmente, quem me provocou até que eu perdesse a paciência e
reagisse violentamente, para depois me fazer sentir vergonha, remorso e
culpa inadequada. Reconheço que também fui responsável pelas agressões que
recebi, pois várias vezes confiei em indivíduos negativos, permiti que me
fizessem de bobo e descarregassem sobre mim seu mau caráter.

Por longos anos suportei maus tratos, humilhações, perdendo tempo e energia,
na tentativa inútil de conseguir um bom relacionamento com essas criaturas.

Já estou livre da necessidade compulsiva de sofrer e livre da obrigação de
conviver com indivíduos e ambientes tóxicos. Iniciei agora, uma nova etapa
de minha vida, em companhia de gente amiga, sadia e competente: queremos
compartilhar sentimentos nobres, enquanto trabalhamos pelo progresso de
todos nós.

Jamais voltarei a me queixar, falando sobre mágoas e pessoas negativas. Se
por acaso pensar nelas, lembrarei que já estão perdoadas e descartadas de
minha vida íntima definitivamente. Agradeço pelas dificuldades que essas
pessoas me causaram, pois isso me ajudou a evoluir, do nível humano comum ao
nível espiritualizado em que estou agora.

Quando me lembrar das pessoas que me fizeram sofrer, procurarei valorizar
suas boas qualidades e pedirei ao Criador que as perdoe também, evitando que
elas sejam castigadas pela lei da causa e efeito, nesta vida ou em futuras.

Dou razão a todas as pessoas que rejeitaram o meu amor e minhas boas
intenções, pois reconheço que é um direito que assiste a cada um me repelir,
não me corresponder e me afastar de suas vidas.

(Fazer uma pausa, respirar profundamente algumas vezes, para acúmulo de energia).

Agora, sinceramente, peço perdão a todas as pessoas, a quem, de alguma forma, consciente e inconscientemente, eu ofendi, injuriei, prejudiquei, ou desagradei.

Analisando e fazendo julgamento de tudo que realizei ao longo de
toda a minha vida, vejo que o valor das minhas boas ações é suficiente para
pagar todas as minhas dívidas e resgatar todas as minhas culpas, deixando um
saldo positivo a meu favor.

Sinto-me em paz com minha consciência e, de cabeça erguida, respiro
profundamente, prendo o ar e me concentro para enviar uma corrente de
energia destinada ao Eu Superior. Ao relaxar, minhas sensações revelam que
este contato foi estabelecido.

Agora dirijo uma mensagem de fé ao meu Eu Superior, pedindo orientação,
proteção e ajuda, para a realização, em ritmo acelerado, de um projeto muito
importante que estou mentalizando e para o qual já estou trabalhando com
dedicação e amor.

Agradeço de todo o coração, a todas as pessoas que me ajudaram e
comprometo-me a retribuir trabalhando para o bem do próximo, atuando como
agente catalisador do entusiasmo, prosperidade e auto-realização. Tudo
farei em harmonia com as leis da natureza e com a permissão do nosso
Criador, eterno, infinito, indescritível que eu, intuitivamente sinto como o
único poder real, atuante dentro e fora de mim.

Assim seja, assim é e assim será.

Aloha!

A visão e o cérebro


Imaginem ainda o que esta por vir...
Vale a pena ler.
Cida Medeiros


Movimento da pupila antecipa momento da tomada de decisão
Publicidade

RAFAEL GARCIA
da Folha de S.Paulo

Quando estamos olhando para um objeto, antes mesmo de conseguirmos reconhecê-lo já o analisamos e já "julgamos" como devemos tratá-lo. Essa é a maneira inusitada com que a visão opera no cérebro, conforme demonstra um estudo publicado na edição de desta terça-feira (5) do periódico científico "PNAS".

Num elegante experimento que demonstrou o fenômeno, um grupo liderado por Olivia Carter, do Laboratório de Ciências Visuais da Universidade Harvard, dispensou modernas tecnologias de mapeamento cerebral. Para saber o que se passava na cabeça das pessoas, bastou a ela observar os olhos das pessoas, e o comportamento das pupilas revelou tudo.

No experimento, voluntários foram apresentados a uma série de imagens ambíguas. Uma delas era o "cubo de Necker", uma figura clássica de ilusão de óptica, que dá margem a uma dupla interpretação sobre sua perspectiva.

Quando olhavam para o cubo, os voluntários relatavam de tempo em tempo qual das duas perspectivas parecia real. Mas eles mudavam de idéia o tempo todo. Enquanto acompanhava o que as pessoas diziam, a pesquisadora também monitorava o diâmetro de suas pupilas. Ela percebeu que, em alguns momentos, as pupilas dos voluntários sofriam um espasmo, dilatando-se, e logo em seguida eles "trocavam" de idéia sobre a interpretação da imagem.

A neurocientista Carter, porém, sabia que a dilatação de pupilas estava ligada a um fenômeno interno no cérebro: a reação em cadeia de uma molécula chamada norepinefrina, transmissora de impulsos nervosos.

Quando ativada em um setor do tronco cerebral --estrutura que conecta o cérebro à medula espinhal--, essa substância provoca o alargamento da pupila.

Atitude

Esse mesmo mecanismo está associado também à tomada de iniciativa. A norepinefrina age no momento em que uma pessoa deixa de analisar um problema para pôr a mão na massa e começar a resolvê-lo. Carter descobriu que essa via de transmissão de impulsos nervosos, que impele as pessoas à ação, é a mesma que inconscientemente obriga as pessoas a escolherem uma das interpretações da visão que lhes é apresentada.

"A evidência atual sugere que esse complexo está envolvido em otimizar o equilíbrio entre "aproveitar" (continuar fazendo o que se faz) e "explorar" (libertar-se e escolher uma das alternativas possíveis)", escreveram Carter e colegas na "PNAS".

É como se fosse o instante em que uma pessoa prestando vestibular se dá conta de que não sabe resolver uma questão e "chuta" uma das alternativas.

A neurociência, afinal, está mostrando que o mero ato de olhar já implica em uma tomada de decisão.

Fonte: http://www1.folha.uol.com.br/folha/ciencia/ult306u369738.shtml

O que é Huna?

HUNA

Quer dizer: Segredo!

Mas os ocidentais que moravam nas ilhas do Havaí, chamavam de Magia.
Para outros estudiosos Huna significa descobrir um sentido mais profundo na nossa existência. Conhecimento oculto ou realidade secreta é a realidade mais difícil de ser vista.

Também significa princípio feminino, mais princípio masculino, o que corresponde à manifestação da VIDA.

Leinani Melville diz que HUNA é “profundidade”.

Serge King define HUNA como “o que é oculto ou o que não é óbvio”; “nome dado ao conhecimento dos kahunas, filosofia de realização, utilizada em qualquer contexto, pessoal, social, científico, religioso”.

E Max Freedom Long assevera que “qualquer associado da Huna não deve desistir de sua fé tradicional, pois, HUNA é uma ferramenta que pode ser usada por todos, a qualquer hora, em qualquer contexto”.

Para mim Huna é um conjunto de ações e práticas que possibilitam o entendimento da vida. Podemos utilizar Huna como filosofia de vida, fazendo uso e entendendo os seus princípios fundamentais.

Praticar o Ho'oponopono.

Respirar para acumular Mana, que é energia.

Compreender o mecanismo dos Tres Eus. O Eu Superior que é chamado de Aumakua, o Eu Médio que é chamado de Uhane, e o Eu Básico chamado de Unihipili.

Entender e praticar um principio fundamental da filosofia Huna que é não ferir intencionalmente ninguém, nem a si mesmo, não causar sofrimento, nem a si mesmo e nem aos outros e tão pouco a Natureza.

E Você pode aprofundar sua relação com o Eu Superior, entendendo o Divino que habita em toda a criação e reverenciar o sagrado presente em tudo e em todos.

Compreender o principio da Totalidade através de "Poe Aumakua", a reunião de todos os Eus Superiores, unidos, através da Consciência Divina em Ação e evocando a presença curativa para desbloquear o caminho.

Reverenciar os Antepassados, dando um lugar a todos eles no coração.

Você pode ir mais longe, estudando o mecanismo da Magia, os complexos, e a importância das cerimônias, rituais e preces.

Indo mais longe, compreender como os Kahunas conseguiam andar sobre brasas sem se queimar, consolidar ossos instantâneamente, sobre a oração da morte, como conseguiam controlar a natureza, alterar o futuro e muito mais.

Nas próximas postagens, falaremos mais sobre os princípios e definições e muito mais.

Cida Medeiros

Cida Medeiros e Silvia Brezzi



Minha amiga Silvia Brezzi, em mais um dos deliciosos encontros
na Paz Géia.

Cida Medeiros

Prece Huna para o Perdão

Outra versão da Prece Huna

Se eu feri alguém hoje,
Por pensamento, palavra ou ação,
Ou se falhei em relação as necessidades de outro,
Eu, agora, me arrependo.

Se eu pudesse refazer os meus passos,
Amanhã, por vontade, corrigirei meus erros,
E curar com amor aquelas dores.
Eu prometo.

E, se uma dor me golpear profundamente,
E nenhuma reparação for feita,
Eu peço a Luz para reparar tudo,
E, eu considero o débito como pago.

Espírito-parental a quem amo,
E que sei me amar,
Alcance através da porta que abro largamente,
E, ilumine a minha senda em tua direção.

Por Max Freedom Long
Trad. Guy e Jean-Francois Nahas
Esta prece foi publicada pelo MFL em um dos numeros do seu
periodico Huna Vistas. Eu particularmente tive acesso a ela atraves
do excelente livro "Essential Huna" (2003) da Arlyn J Macdonald (pg.119).

Feromônio e a Homossexualidade

Interessante estudo da Agência Fapesp, que é uma Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo, que divulga a Cultura Científica, à respeito da funcionalidade cerebral, através dos Feromônios, substâncias secretadas com funções de atração sexual entre indivíduos, explicando as possíveis causas de atração entre indivíduos do mesmo sexo. Vale a pena ler.
Cida Medeiros


Reações diversas
Cérebros de homens heterossexuais e homossexuais reagem diferentemente quando estimulados pelas substâncias AND e EST (foto: divulgação)

10/05/2005

Agência FAPESP - Um possível feromônio, encontrado no suor masculino, ativa funções cerebrais de homens homossexuais e de mulheres heterossexuais de maneira similar, mas não tem efeito em homens heterossexuais. A afirmação é de um estudo feito por cientistas do Instituto Karolinska, na Suécia, que será publicado esta semana no site da Proceedings of the National Academy of Sciences (PNAS) e em seguida na versão impressa da revista.

Embora ainda não se saiba com certeza como humanos respondem a feromônios – substâncias secretadas com funções de atração sexual entre indivíduos –, a pesquisa avaliou a resposta a duas substâncias: um derivado da testosterona conhecido pela sigla AND e o esteróide EST. O primeiro é detectado principalmente no suor de homens, enquanto o outro é encontrado na urina de mulheres.

Em trabalho anterior, a pesquisadora Ivanka Savic e colegas haviam demonstrado que o hipotálamo é ativado quando homens sentem o cheiro do EST e quando mulheres sentem o AND, mas que o mesmo não ocorre quando as substâncias são trocadas.

Desta vez, os cientistas suecos procuraram examinar se padrões de estimulação cerebral induzidos pelo EST e pelo AND correspondem mais a orientações sexuais do que ao gênero. Foram comparadas as atividades cerebrais de homens homossexuais com as de homens e mulheres heterossexuais quando expostos ao EST, ao AND e a outros tipos de odores.

Os pesquisadores verificaram que o AND ativou o hipotálamo de homens homossexuais e de mulheres heterossexuais, mas não teve efeito em homens heterossexuais. Por outro lado, o EST surtiu efeito apenas neste último grupo. Todos os três grupos responderam a outros tipos de odores da mesma forma, tendo sido ativadas apenas regiões cerebrais que processam o olfato.

De acordo com os cientistas, os resultados indicam que o cérebro humano reage diferentemente a tais feromômios, em comparação com odores comuns, sugerindo uma relação entre orientação sexual e função cerebral.

O artigo Brain response to putative pheromones in homosexual men, de Ivanka Savic, Hans Berglund e Per Lindström, pode ser lido no site da PNAS, em www.pnas.org.

Fonte: http://www.fapesp.br/agencia/boletim_dentro.php?data%5Bid_materia_boletim%5D=3689