Ser Guiado

Quem nos Guia?

Somos nós?

Em nossa mente tridimensional?

O Ego?

O outro?

O sopro, que nós inspira?

Quem nós Guia?

Está dentro ou fora?

Somos sintonizados, com aquilo que nos informa?

Estamos conectados com o sopro que nos inspira?

Criativos e em movimento?

Para Ser Guiado por "algo" que nos inspira e nos conecta com o movimento da vida, e preciso render-se a grandiosidade do que está além, que nos vivifica e permite a vida em nós.

Quando nós rendemos  as evidências do espírito, somos por ele tomados.

Fluímos além de nossa compreensão. E tudo está certo.

A confiança e a entrega nos sintoniza na compreensão que tudo que se move dentro de nós, move-se a partir dessa sintonia e simplesmente sabemos o que fazer.

Nesse movimento, estamos entregues ao fluxo daquilo que nos anima e nos preenche.

Experimentamos a união.

A união dentro.

E a conexão.

A conexão com tudo e com todos.

É contemplar o novo, no instante presente.

E dizer:

Sim.

Eu aceito.

Então, ficamos conectados com que é essencial.

Integramos passado, presente e futuro.

Tudo faz parte de uma continuidade infinita, de formas e possibilidades além da forma.

Nosso passado, nossas vidas passadas, nossos amores, nossos antigos amores, nossos projetos, nossos antigos projetos, nossa família, amigos, grupos, associações, instituições, tudo faz parte desse momento presente e ganha leveza.

Mais, as vezes, essa leveza acontece quando lamentamos o que precisa ser lamentado. Quando incluímos o que doeu em nós na separação. Quando aceitamos a nossa humanidade.

Pois quando permitidos incluir em nossa consciência aquilo que ficou adoecido em nós, e que ganhamos a vida. Pois o amor ganha uma nova chance de poder fluir novamente.

Assim, a semelhança da natureza...uma barragem...estagnou o rio da vida em nós.

Estávamos fluindo em união e "algo" aconteceu...

Esse algo é um obstáculo, e ali, já não é mais possível o amor fluir...as águas da vida...

Lamentar o ocorrido, é uma sábia atitude, é uma escuta sacralizada, imbuída do mistério da existência, e nos permite libertar-se da barreira e então...podemos seguir adiante.

Então, é sábio saber parar, olhar, escutar, entrar em contato...para depois seguir adiante.

Com o ocorrido integrado dentro, fazendo parte, podemos olhar para o alto, render graça à vida que nos anima e seguimos adiante. Na certeza de estar unido novamente.

Unido dentro e aberto para uma nova união,

Tudo está conectado, o Ser, o Grande Espírito, Seus Mensageiros, o Divino sem forma, o Sopro, a Alma, o Espírito, Deus, o Interdimensional, O Interplanetário, o Cósmico e tudo o mais...tudo faz parte...

Tudo são faces das infinitas manifestações do Divino.

Cida Medeiros

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Bem vindo! Deixe aqui seu comentário.