Bullying Campanha de Conscientização

Bullying Termo inglês utilizado para descrever atos de violência física ou psicológica que crianças sofrem de uma outra criança (bully = valentão) ou de um grupo de indivíduos, de forma intencional e repetidamente sem que o mesmo tenha condições de se defender. 
A violência pode seguir de agressão física, empurrões, socos, chutes e outros ou de natureza psicológica como humilhações, xingo, ameaças, gozações que deixem a pessoa constrangida e envergonhada. 
Nas situações de maior violência pode chegar a morte ou até mesmo em suicídio.

Uma situação dramática, pois a criança normalmente é ridicularizada perante os outros, muitas vezes não consegue se defender e nem tem condições de conversar com seus país sobre o ocorrido, e acaba ficando com traumas.

A vários casos noticiados na mídia e na WEB, por exemplo temos o Ciberbullyng, uma modalidade de agressão e violência praticada nas redes sociais como Facebook, Orkut e outras, na revista Isto É foi publicada uma reportagem sobre essa pratica que resultou em suicídio de uma menina de 15 anos por três adolescentes de uma povoado de Massachusetts.

Allan Beane, um dos maiores especialistas nesse assunto de violência entre estudantes diz que a omissão dos educadores é um fator decisivo para o aumento de casos e diz que as escolas fecham os olhos ao bullying.

Vemos o caso que ocorreu em março, a princesa Aiko, filha de 8 anos do herdeiro do trono no Japão, o príncipe Naruhito, faltou seis dias na escola por causa de dores de estômago e ansiedade depois de ser zombada pelos coleguinhas.

Quem já sofreu disso?


Eu mesma lembro-me de constrangimentos que passei em minha infância e adolescencia por conta das brincadeiras de mal gostos dos garotos da escola. É uma situação muito ruim mesmo, constrangedora.


No programa Altas Horas, Serginho coloca no ar uma entrevista de uma mãe que descobriu que sua filha era espancada por outra menina na frente de todo mundo e toda a sua indignação. Serginho pede para quem tem Blog fazer uma Campanha de Conscientização. No site do Altas Horas você encontra uma Enquete sobre esse tema.


Vamos fazer uma Campanha de Conscientização, levando mais informação ao público e levantando essa questão para que a população busque por seus direitos e obriguem os órgãos responsáveis criarem estratégias mais seguras contra o Bullyng.


Fiquem atentos se seu filho apresentar o seguinte comportamento:


- Falta de interesse em ir para escola.
- Depressão.
- Problemas de relacionamento.
- Pedir para trocar de colégio
- Voltar machucado da escola, com livros ou roupas rasgadas.
- Apresentar sintomas de apatia e isolamento.
- Perder constantemente objetos pessoais, mesmo dinheiro e pertences.
- Ter medo de ir para escola ou mesmo apresentar uma auto-estima muito baixa.


Antes de "ralhar" com a criança, tente investigar o que esta acontecendo. O Bulling é algo grave.


Os pais precisam tomar providências se descobrir que seu filho esta sendo vitimas desse tipo de agressão.
Buscar as pessoas envolvidas, ir até a diretória da escola e exigir providências. Se a criança tiver marcas da agressão procurar uma delegacia e fazer a ocorrência, procurar o IML e depois entrar com a Justiça.


O Tribunal de Justiça de Brasília obrigou os pais de uma criança a indenizar a vitima pela violência sofrido pelo seu filho.


Vejam a Matéria na integra publicado no Site da Isto é.


Cartilha para os Pais orientarem seus filhos quanto ao uso da Internet Responsável.

Cida Medeiros

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Bem vindo! Deixe aqui seu comentário.