O Amor da Alma por Cida Medeiros

O Amor pulsando a partir do Ser.

Quando dois seres se encontram e se reconhecem o fluxo de energia amorosa desce a esse plano a fim de manifestar-se.

E pode ou não encontrar obstáculos.

O amor da alma, na qualidade de expressão que lhe é inerente, só pode acontecer a partir da vontade comum de duas pessoas.

Mas quando existem agressões, desentendimento, desrespeito e conflitos, o amor, deixa de encontrar caminhos para realizar-se, a partir do humano.

O corpo está ferido, a mente está adoecida, as emoções entorpecidas e o amor não consegue encontrar passagem.



Em outros planos de consciência, esse amor, continua e existe além do "Eu" encarnado.

Em estado de expansão da consciência, é possível reconhecer e viver a expressão de amor pleno e absoluto, além das impregnações da cultura, das crenças e das memórias dolorosas do passado.

O humano tem a peculiar característica de ser um álbum que registra no "Eu" as impressões de todas as vivências e acaba por seu um museu de recordações.

A auto-realização é possível através da transcendência.

E com isso, a desindentificação do "Eu pessoal" das experiências passadas, torna-se possível e uma nova compreensão vai se manifestando.

E a partir de uma nova percepção, é possível ver o que é ilusório, os fantasmas do passado, os medos, que vão tomando forma e moldando os acontecimentos e com isso, é possível re-significar os sentidos internos.

É necessário amadurecer a compreensão de sí mesmo, num estado meditativo e ir dando permissão para o novo manifestar-se, com consciência e dialogando constantemente com o medo.

Coragem para olhar o novo, com um novo olhar.

Para deixar viver, a vida, que existe dentro.

E expressar o amor, o cuidado, e a alegria de estar junto, a partir de um novo lugar.

Cida Medeiros

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Bem vindo! Deixe aqui seu comentário.