Xamã Esquimo no Brasil - Uncle

Uncle, inicia suas atividades no Brasil numa cerimônia no Parque Ibirapuera, contando com a presença de lideres religiosos, espiritualistas, Xamãs, e tantos outros que honrando a chuva, estavam presente, celebrando a mãe Natureza e acolhendo amorosamente o lider espiritual e curador nativo do povo esquimó, proveniente do extremo norte da Groenlândia, também conhecido por Angaagaq, em sua vinda ao Brasil, com o programa de atividades, chamado de "Derretendo o gelo no coração do Homem".



Cyro Leãoo, Xamã Urbano, iniciado em seu caminho no Xamanismo pela Mestra Xamã Carminha Levy, fundadora da Paz Géia, continua honrando a tradição, espalhado sua sabedoria, engajado em movimentos Inter-religiosos, promovendo a Paz, estabelecendo conexões com a sabedoria nativa de outros povos, colaborando com a Cura, Cyro abre o evento, honrando a presença de todos, acolhendo Uncle, que por conta da chuva foi realizado na Marquise do Ibirapuera.





Uncle conta que infelizmente sua bagagem não chegou, mas, sábio e com ajuda da equipe que promoveu o encontro, foi possível realizar a cerimônia com Maestria, junto ao panorama natural, que o parque Ibirapuera é capaz de oferecer generosamente, em meio a grande São Paulo.






Contando com a presença da Cristiane Boog Facilitadora Oficial do Portal 11:11 no Brasil, que amorosamente, com seu canal sempre apurado, deu a dica do melhor lugar "energético", no extenso lugar da Marquise, para que o evento pudesse ocorrer, assegurando o bem estar de todos. E demonstrando num gesto humilde e fraterno o valor
das pequenas ações que em conjunto formam os grandes encontros.







Aqui, Alexandre Meireles, Babalorixá e Xamã, sendo abraçado por Uncle, que axé, heim Alexandre? Você merece. Um Grande sacerdote espiritual. Xamã e amigo. Do Bem! Foi bom revê-lo, também.






Uncle, inicia contando uma história, vou reproduzir aqui, suas palavras, ele diz:
- Esse Verão.
Uma das pessoas do circulo (cura), um jovem que veio da Holanda, ele se perdeu.
(Nos teremos uma grande cerimônia o ano que vem, diz Uncle) e prossegue:
Tivemos que trazer a policia e vários Helicópteros para procurá-lo. O Jovem não entendeu o poder da Mãe Natureza. Ele pisou no Rio, em menos de um minuto, ficou doente, por causa do frio, caiu no chão e não conseguiu se mexer. Quando trouxemos os helicópteros, ninguém conseguia vê-lo, pois ele estava no chão. Mas com muita sorte ele sobreviveu.
Quando o coração está congelado, você não consegue relacionar-se com a Mãe Natureza. Porque você não compreende o seu poder. A relação entre eu e você vai começar com a natureza, com as quais temos que ter, cada dia, cada momento, mais conexão.
Eu e você nós estamos tão longe, dentro dos nossos corações.


Uncle, continua contando: - Da última vez que estive aqui na Av. Paulista, ninguém me disse "Bom Dia", ninguém me disse oi, olá, era como se eu não existisse. Assim que medimos a distância dos nossos corações.

Nós esquecemos a importância de chegar a um semelhante e dizer Olá.


E segue, contando:
O mundo animal, vai sempre se ver, eles vão sempre se conectar. Mas nos humanos, somos uma espécie muito mais avançada. Mas as coisas simples, as relações humanas, quem se importa com isso? E por isso que fazemos os encontros, para que possamos nos conectar, ao circulo, que não tem começo e nem fim, um não consegue olhar para o outro pelas costas, só consegue olhar para frente e através disso, nós vamos aprender a se relacionar um com os outros e com a Mãe Natureza.




Uncle, continua falando sobre a importância dos quatro elementos, que o fogo é essencial a vida humana, sem ele, morreríamos de frio, não só na Natureza, mais dentro de nosso coração, falou da importância da agua, do ar e da terra. Sem os quatro elementos não haveria vida. Todos morreríamos.

Uncle continuo contando sobre a importância do toque, e do quanto as pessoas tem medo, e se conseguíssemos viver com um pouco mais de toque, o coração gelado, vai se derreter. E quando ele derreter as relações humanas vão se reconstruir. Uncle, continuo com mais alguns ensinamentos e logo encerraram com uma cerimônia especial.





Uncle, fazendo os cânticos sagrados, evocando os poderes, saudando e honrando sua tradição.








Aqui, Cyro, mestre de cerimônia, solicita os representantes espirituais, para vir ao centro do circulo, cantar ou fazer uma oração que represente suas tradições.








Um momento de interiorizarão em respeito ao sagrado que habita em cada um.






Fotos do Evento




Um pouco mais sobre Ucle:
Pertence a uma familia de curadores, na Groenlândia, em uma pacifica comunidade que nunca conheceu a Guerra. Transmite a sabedoria de sua tradição que é milenar, que foi transmitida de geração e geração.
Ele é um Ancião do setor canadense do Instituto Internacional dos Quatro Mundos para o Desenvolvimento Humano e Comunitário, fazendo parte também, Conselho Mundial de Anciões. Recebe convites freqüentes das Nações Unidas e da UNESCO para promover a harmonia inter-racial e intercultural, incluindo as questões indígenas, meio ambiente e a paz de todos os povos.

É membro do Conselho Mundial de Sabedoria, da Comissão Mundial sobre a Espiritualidade e Consciência Global e um Ancião da Fundação de Conexão Tribal.

Por meio da instituição Sirmiq Aattuq - "Derretendo o Gelo no Coração do Homem", Uncle vai realizando trabalhos pelo mundo afora.

Para mim, foi um encontro mágico e sagrado, fiquei feliz em rever amigos, em prestigiar a presença de Uncle pela primeira vez, e poder contar pra vocês, aqui no meu blog.

Cida Medeiros

Um comentário:

  1. Amanda3:41 PM

    Oi Cida!

    No sábado, estava navegando pelo site Somos Todos Um, do IG, e vi que haveria um evento xamãnico no Ibirapuera! Mas o tempo estava tão frio e chuvoso que acabei não me interessando! Uma pena, porque pelo seu relato, deve ter sido bem interessante!

    Beijos e obrigada pelo email. Acalmei um pouco minha alma! =)

    ResponderExcluir

Bem vindo! Deixe aqui seu comentário.