Sofrimentos e o Ser Essencial

Muitas vezes, a pessoa está vivendo um momento de muito sofrimento e solidão.

Tudo parece desabar a sua volta.

Relacionamentos desfeitos, emprego na berlinda, desafetos e toda sorte de problemas.

A pessoa não quer encarar isso, tem dificuldade de ver o quanto tem de responsabilidade sobre os eventos de sua vida e coloca-se como vítima.

Estar presente, significa poder parar, respirar fundo e querer olhar para dentro de si mesma.

Sair da posição viciada de buscar os responsáveis por sua infelicidade e de continuar achando justificativas para o que esta vivendo, eis o grande passo para sair desse emaranhado.

É uma tomada de decisão, que pode vir orientada por alguma força interior, que vem de dentro ou surge através de alguém que fará esse papel de "despertar" o "Ser" que existe dentro de cada um de nós.

É os primeiros passos para o encontro consigo mesmo, com suas verdades internas é o estar "presente".

E esse redirecionamento do olhar, o deixar de olhar para fora e voltar essa "atenção" para dentro de si mesmo que fará a grande diferença.

O caminho para se encontrar e sentir a presença do Ser, é o coração. Sair da cabeça e tentar ouvir os sentimentos.

O Ser, deve ser sentido.

Não dá para ser explicado.

As palavras não conseguem conter. Vai além.

A mente confunde o real do ilusório. Ainda que tudo possa ser considerado Maya no final das contas.

É a mente que se apega aos fatos. E a mente que complica mais ainda os acontecimentos. E a mente que aprisiona os sentidos e escraviza.

E essa falsa ilusão que se cria e o medo que surge a partir daí, que confunde a percepção do Ser Essencial que existe em cada um de nós.

O Ego, que tem essa noção de eu, e que perde a noção de vários eus, que se expressam em vários momentos, de diferentes maneiras e cada um deles quer coisas absolutamente distintas, com diferentes diálogos, fazendo a pessoa ter um comportamento completamente confuso e muitas vezes maluco. Ninguém entende, nem dentro e nem fora, é o caos.

O Ser Essencial é a unificação, é a não dualidade e a capacidade de estar presente no aqui agora e fluir de acordo com cada situação. E a atenção no momento presente. Um olhar de um outro lugar de dentro, capaz de perceber essas incoerências e deixar acontecer a vida de maneira a trazer uma paz interior e uma compreensão desses diferentes eus.

Quando renunciamos, entregamos, silenciamos é que o "Ser" pode manifestar-se.

Desprender-se das coisas, fatos, pessoas, situações e acontecimentos pode revelar uma força bem maior.

E daí que surge a confiança.

Ter fé é acreditar. A confiança é o caminho que leva até porta.

A intenção é a chave que a faz abrir, para que a Presença, o Ser Essencial possa realizar-se.

E então, quando nos entregamos a esse fluxo, a energia toma um novo caminho.

Percebemos melhor as nossas crenças e nossos aprisionamentos internos.

E assim a Vida nos proporcionará todas as experiências que nos forem as mais úteis a evolução de nossa consciência.

Uma coisa que ouvi certa vez, de uma Mestra Espiritual: - O Divino é Próspero, em seu reino, infinitas riquezas estão a disposição. Mas é preciso saber abrir a porto certa. E aqui, entende-se riqueza como a bem aventurança, amor, saúde, paz e alegria.

E o caminho é para dentro de si mesmo.

Porque as riquezas do espírito, são bem mais profundas dos que as riquezas efémeras do mundo material.

E caminhar com as duas é a graça celestial.

Por

Cida Medeiros


Obs: Esse texto pode ser reproduzido, copiado, distribuído, desde que, conserve a autoria e o origem.

http://cidamedeiros.blogspot.com/

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Bem vindo! Deixe aqui seu comentário.