Uma Prece Indigena Norte América





 Ó Grande Espírito,

Cuja voz eu ouço nos ventos,
E cujo Alento dá vida a todo mundo,
Ouve-me! Sou pequeno e fraco.
Necessito de sua força e sabedoria.
Deixa-me andar em beleza
E faze meus olhos contemplarem sempre,
O vermelho e púrpura do pôr-do-sol.

Faze com que minhas mãos respeitem as coisas que fizeste, e
Que meus ouvidos sejam aguçados para ouvir a tua voz.
Faze-me sábio para que eu possa compreender
As coisas que ensinaste ao meu povo.
Deixa-me aprender as lições
Que escondeste em cada folha, em cada rocha.
Busco força,
Não para ser maior que meu irmão
Mas para lutar contra meu maior inimigo – eu mesmo.

Faze-me sempre pronto para chegar a Ti
Com as mãos limpas e olhar firme
A fim de que, quando a vida se apagar,
Como se apaga o poente,
Meu espírito possa chegar a Ti,
Sem se envergonhar.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Bem vindo! Deixe aqui seu comentário.