Aceitar as Coisas como elas São




"Aceitar as coisas como elas são".

Esse é o fundamento básico do trabalho com as Constelações Familiares.

O primeiro pressuposto para alcançar essa compreensão é a ausência de intenção.

O segundo pressuposto é o destemor, que significa, não temer o que a realidade traz a luz.


A ausência de intenção e de medo permite a sintonia com a realidade assim como ela é.

E a realidade carrega um lado que é terrível, avassalador e atemorizante, com essa postura interna, podemos encarar o mal com força e compreensão.

Quando olhamos para a realidade assim como ela se apresenta, podemos em sintonia com essa compreensão, atenua-la.

Para quem pede ajuda, é um grande aprendizado.

E tudo que a pessoa precisa é encarar os fatos.

Com ajuda do facilitador, dentro desse Campo Amoroso, é possível soluções e liberações surpreendentes.

Tudo que precisamos é entender as dinâmicas ocultas.

A Constelação Familiar tem como foco averiguar se no sistema familiar existe alguem emaranhado nos destinos de membros anteriores dessa familia.

Isso, significa dizer que a pessoa que procura ajuda, pode estar de forma inconsciente, emaranhada no destino de um familiar que viveu antes dele. 

Essa inconsciência permite a pessoa repetir um destino que não é seu.

O que fazermos e observar isso, e liberar o que precisa ser liberado.

Convertemos aquilo que retira força, através das dinâmicas que afloram no sistema da pessoa e a transformamos em uma força.

Compreendidos, considerados, respeitados e em seus devidos lugares.

Cida Medeiros



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Bem vindo! Deixe aqui seu comentário.