Falando com Cida Medeiros

Cida Medeiros, conta:




A essência fundamental do meu trabalho terapêutico é a Sintonia com o Self.

Com uma pratica de expansão de consciência a fim de desenvolver a compreensão do Eu Observador.


Assim experimentamos ficar no centro.


Um lugar de silêncio interior.


O que significa isso?

A principio o Self é entendido como um centro organizador da experiencia Transpessoal do individuo,
a essência de sua experiencia como ser encarnado e individualizado como ser humano dentro
de uma determinada identidade provisória da alma ou do espirito.


Dentro das suas inúmeras possibilidades.

O centro é um lugar dentro, que alcançamos a partir de uma postura interior.


Desenvolvermos através da pratica, do não julgamento, do silencio, da calma e da respiração consciente.


"Eu Observador", experimenta a situação com um certo distanciamento, para
compreender e estar atento para onde segue a energia de vida ou o fluxo de vida do individuo.Normalmente essa pratica conduz a pessoa a uma maior clareza, a um estado de equilíbrio.


A auto-observação melhora a auto-estima.

Em sintonia com Eu Essencial, o Ego, adapta-se e passa a colaborar com a manifestação da essência do individuo que é de natureza Transpessoal, viabilizando que a tarefa da alma se realiza na realidade humana.

Pois quando a pessoa esta perdida a nível de ego, com feridas de identidade, com uma auto estima baixa,
e um comprometimento serio em sua auto-confiança ela tem dificuldades de interagir de maneira saudável com outras pessoas, e de se sentir parte da vida. Muitas vezes possuindo sentimentos profundos de rejeição
e com graves dificuldades de se sentir incluída.

Então, uma pessoa que me procura, pode estar vivendo:

- confusão, não sabe o que quer da vida.
- depressão
- síndrome do pânico
- problemas de saúde
- desequilíbrio energético, perdas de energia, baixa vitalidade
- visões, caracterizadas como alucinações (que na verdade podem estar relacionadas ao despertar espiritual)
- vivencias em duplo, aqui e em outras realidades simultaneamente e a pessoas não percebe ou tem o discernimento do mesmo confunde o real do irreal, as visões e contatos como verdades que não são desse plano, e muitos outros.
- memórias abertas de vidas passadas, vê, sente e experimenta estados de enforcamentos, imagens, súbitas lembranças.
- conflitos em relação a escolha profissional
- problemas de auto estima
- dores e sofrimento causados por perdas dolorosas de amigos, parentes, marido, pai, mãe, irmão, avós etc.
- choques ocasionados por acidentes.
- cirurgias que colocam a pessoa na face eminente ou confronto direto com a morte.
- obsessões
- manias
- solidão
- crises existenciais
- os mais variados distúrbios emocionais
- transições de etapas de vida, como adolescência, velhice, casamento, separações, etc.
- estar cegamente sendo influenciada por arquétipos.
- problemas com a sombra.
- negatividades, desconfianças e paranoias
- stress
- abertura mediúnica

Todas essas experiencias, em determinada fase do individuo podem levar a pessoa a se fragmentar
em sua estrutura de ego, ou de personalidade, o que o faz perder o sentido de si mesmo,
se sente num caos interior, perturbado e sem direção de vida.

Sendo necessário fazer um terapia para organizar a sua estrutura psicológica e fazer o seu processo de individuação.

E a partir dessa reestruturação a pessoa pode ou não despertar para uma busca mais profunda e pessoal de auto conhecimento, onde entra as questões de natureza filosófica e existencial e podem ou não a vir a buscar uma religião, ou procurar desenvolver o caminho do mestre em busca de sua vida espiritual a partir do contato com sua essência divina.

É muito importante ressaltar que o individuo egoísta, ou demasiadamente auto-centrado, muito apegado aos
valores materiais, dependente, inseguro e carente, normalmente sofre profundamente, é e sempre muito
importante como parte do processo de seu crescimento pessoal, buscar desenvolver as questões de ordem
filosófica, religiosa e da busca de uma razão ou um sentido espiritual para sua vida.

Não faço nenhum tipo de proselitismo religioso, visto ser algo que eticamente fere os princípios humanos
de livre escolha e não faz parte do papel do profissional.

Ajudo a pessoa a se ajudar, isto é, estar em contato com sua própria sanidade mental e poder fazer sua escolha a partir da sintonia com o Self, desertando seu próprio potencial de auto-cura.

Acho que o diferencial essencial do meu trabalho é dar sustentação para os processos de emergência espiritual, onde a pessoa em crise vai se encontrando e fazendo a sua própria busca espiritual:

Penso que a terapia e fundamental para a pessoa que se encontra em crise, de qualquer natureza.

As técnicas que utilizo com frequência é a própria metodologia da qual sou formada que também
é um ramos da Terapia Transpessoal que é conhecida como Dinâmica Energética do Psiquismo
que aborda os mais variados estados de amplitude de consciência e vivencias transpessoais.
 Algumas das experiencias e conhecimentos que adquiri ao longo da minha Jornada de Vida:

- Iniciação no Culto a Jurema Sagrada através do Catimbo.
- Algumas praticas com OBEAH, pratica caribenha.
- Tenho experiencia com as plantas sagradas, conhecida como "Plantas de Poder"
- Iniciação no Xamanismo Indígena com Inti Roman da naçao de Ketchua.
- Vivencia com os Kaxinawá, os índios do Vale do rio Juruá. Medicina da Floresta.
Cida Medeiros

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Bem vindo! Deixe aqui seu comentário.