Chamado da Unidade

Cida Medeiros em São Gonçalo do Rio das Pedras - MG


Chamado da Unidade


Tem como propósito reunir pessoas que estão engajadas na criação de uma nova forma de habitar a Terra. Foi concebido naturalmente por mais de 15 grupos do Brasil e de iniciativas locais comunitárias e mais de 30 colaboradores.

Seu grande objetivo é tocar a todos que participem, para as diversas possibilidades de habitar o planeta de maneira mais saudável. Diversos projetos, oficinas, articulações, serão fortalecidas de forma a gerar impactos sociais e ambientais não só localmente mas para todos que levem os aprendizados para sua casa.

Chegou a hora de mostramos que é possível viver de maneira mais integrada, criar novas formas de relações econômicas, sociais e espirituais. Basicamente, focar na construção de algo novo, para que dessa forma possamos contribuir com a mudança que queremos ver no mundo, de maneira prática.

Um dos projetos que serão apresentados durante o Chamado, será a Terra da Unidade, um projeto de reocupação planetária consciente, que usa diversas técnicas da permacultura para desenhar diversos tipos de ocupação em uma área de 500 ha.

São ocupações descentralizadas, como Vila de moradia, área de sítios, projetos sociais, Centros de Cura e Medicina Alternativa, Espaço de Educação Infantil, Unidade de Beneficiamento Agroextrativista; abrigando também Institutos Holísticos de Cura e Crescimento Espiritual como a Escola da Unidade entre outros.

É uma iniciativa que busca mostrar que é possível preservar a maior parte dos territórios, convivendo junto, seres humanos e natureza, com respeito as formas de vida, as individualidades e as formas de trabalho, gerando economias locais de forma abundante em harmonia com todo o sistema ecológico.

Com grande foco na cura individual de cada participante, acreditamos fortemente que quando cada um de nós conseguimos lidar com nossas principais angustias e tensões; curar nossos principais relacionamentos; aprofundar na nossa conexão com o que é sagrado para cada um de nós; dessa forma nos realizarmos individualmente e, ai sim, contribuímos, e muito, para a construção de uma cura planetária. Ao curarmos a nós mesmos estamos curando ao todo, entendendo que fazemos parte de um mesmo corpo, somos a mesma humanidade experienciando uma dor e um amor, nas mesmas intensidades.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Bem vindo! Deixe aqui seu comentário.