Prece para se libertar de apegos emocionais

Ó grande e compassivo Buda!
Tens ouvido uma voz humilde,
Rezando a ti com sinceridade?
Ó, Buda!


Eu tenho afundado em uma lama de apegos emocionais;
Se eu não me levantar,
Afogo-me aqui, agora mesmo!
Tenho me agarrado em uma teia de aranha de apegos emocionais;
Se eu não escapar,
Sufoco aqui, agora mesmo!
Ó grande e compassivo Buda!

Rezo para que me concedas a força necessária
Para escapar da prisão dos apegos emocionais;
Rezo para que me concedas a coragem
Que me permitirá marchar em direção a um novo futuro.

Tantos amigos e parentes me aconselham:

O amor romântico é como
A arrebentação das ondas no oceano;
Pessoas que se arriscam, ao brincar nas ondas,
Acabarão sendo devoradas pela aparentemente
Bela arrebentação das águas do oceano.
Entretanto, eu que ainda ajo sem princípios, me agarro a ilusões;
Eu sei que "o oceano do amor tem ondas de 100 pés",
E, ainda assim, eu desconsidero os perigos;
Sei que "o oceano do sofrimento tem uma centena de ondas de arrebentação",
E, ainda assim, não sei como voltar atrás.

Muitos sábios e pessoas virtuosas me dizem:

"O amor romântico é como comer mel na lâmina de uma faca;
mais cedo ou mais tarde, você será cortado pelo corte afiado".
Entretanto, eu, que tenho apegos emocionais profundos,
Não consigo me controlar;
Quanto tempo perco!
Quantas oportunidades deixo passar!

Ó grande e compassivo Buda!

Por meio de tua habilidade e tranqüilidade,
Por favor, deixa-me obter a realização da natureza intrínseca do amor;
Por meio de tua compaixão e sinceridade,
Por favor, deixa-me criar a Terra Pura neste mundo humano.

Devo purificar e expandir

O amor romântico e transformá-lo em
Amor pela sociedade e pela nação;
Devo elevar o amor a um nível mais alto
E transcendê-lo, para que, então, ele se transforme
Em um serviço sem interesses nem expectativas.

Ó grande e compassivo Buda!

Por causa do apego emocional,
Tantas pessoas se prejudicaram
E tantas outras causaram tragédias.

Ó Buda, rezo por Vossa proteção:

Que possamos elevar o amor a um nível mais alto pela razão;
Que possamos purificar o amor pela compaixão;
Que possamos governar o amor pela moralidade;
Que possamos guiar o amor pela ética.

Ó grande e compassivo Buda!

De agora em diante, vou renunciar às horríveis algemas do apego emocional,
E trazer à cena o amor benevolente e genuíno;
De agora em diante, vou me distanciar do sofrimento,
Causado por alternar amor e ódio,
E criar uma vida de compaixão e sabedoria.

Rezo para que, de agora em diante:

O afeto e o amor ao Darma transbordem
E tranqüilize a vida de todas as pessoas;
O afeto e o amor ao Darma preencham todo o universo
E motive a carreira de todas as pessoas.

Ó grande e compassivo Buda!

Por favor, aceita minha prece mais sincera!
Ó grande e compassivo Buda!
Por favor, aceita minha prece mais sincera!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Bem vindo! Deixe aqui seu comentário.