Cooperação X Competitividade

Essa tema foi desenvolvido no Curso Introdutório de Mediação de Conflitos na UMAPAZ.

As diferenças entre jogos competitivos e cooperativos.

No jogo competitivo sempre haverá pessoas que sairão perdendo, enquanto que nos jogos cooperativos a maioria pode sentir-se contribuindo com algo coletivo e o nível de realização é maior e dividido entre todos os envolvidos. Não há ganhadores ou perdedores.

Na competitividade algumas pessoas sempre serão excluidas, analisadas e julgadas a partir de suas habilidades ou mesmo por falta das mesmas, enquanto que na visão cooperativa, todos podem envolver-se de acordo com suas habilidades.

Quando as pessoas competem entre sí, a desconfiança é algo que fica evidenciado entre todos os envolvidos, enquanto que na cooperação voce desenvolve valores que estimulam o compartilhar e a confiança.

Na competividade cria-se barreiras entre as pessoas, isolamento, aridez e na cooperatividade os individuos são estimulados a criar pontes, estabelecer vinculos e trocas de enriquecimento mutuo.

Os perdedores saem e desenvolvem sentimentos ruins de exclusão e alienação, observam de fora, cria-se animosidades e podem ficar contra. Enquanto que na cooperação todos os envolvidos ficam juntos e desenvolvem sua capacidade.

Na competitividade é evidenciado o individualismo e na cooperação o sentido de solidariedade é mais forte.

Na competiividade é reforçado o sentimento de depreciação, de menos valia, de rejeição, incapacidade e mesmo de dor e sofrimento. Enquanto que na cooperação é natural o desenvolvimento de habilidades, apoio mutuo, a auto-estima é elevada o que leva as pessoas envolvidas sentirem-se aceitas, amadas, uteis e seu potencial interior pode desabroxar e crescer.

O que podemos perceber que tudo isso com certeza leva resultados muito mais favoráveis tanto no sentido do alcance de objetivos em comum, como maior produtividade e inclusão.

Fonte: A apresentação de Sandra Inês Baraglio Granja - Dra pela Usp.no curso de mediação de conflitos pela UMAPAZ.
Baseado em Orlick (1978) e Brtto (1997), adaptado pela autora da Tese. Fonte: www.jogoscooperativos.com.br.
Modificações do Original: Cida Medeiros

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Bem vindo! Deixe aqui seu comentário.