Respeito e Amor



O Amor maduro é uma condição de quem aprendeu a olhar para dentro de si mesmo, venceu a sombra do medo e da desconfiança, acolheu sua criança interna, e capaz de perceber suas necessidades afetivas e consegue comunicar o que acontece dentro de si na relação de forma saudável.

Isto é...consegue inspirar o melhor de sí mesmo e doar-se ao outro, é capaz de reconhecer sem medo o bem que a pessoa lhe faz, é justo em retribuir o bem que recebe de forma natural e consciente. Sabe reconhecer o valor do que recebe de bom e sabe expressar aquilo que não ficou muito bem ou claro em certa atitude ou comportamento.

O amor maduro não manipula...não sente prazer em ferir o outro, nem tão pouco se sente bem em ver a pessoa amada numa situação negativa. É capaz de ouvir para compreender.

Não age de forma vingativa, apenas para para provar seu poder, ou mesmo para pisar no outro.

Sabe comunicar o que se passa.

Cria espaço de convivência, onde é possível expressar o amor com consideração.

Como você pode dizer que ama se exclui o outro completamente?

Não ouve?

Sabe, mais finge que não sabe.

Vê mais finge que não vê?

Ignora o outro, afirmando sua superioridade apenas por mostrar que tem poder?

Abusa do que tem de bom, para subjugar o outro a seu domínio?

Extrai o melhor do outro e desvaloriza o máximo possível apenas para ficar por cima?

Adora fazer papel de vitima.

Tem pessoas que acreditam piamente que nada tem haver com o desequilíbrio que provoca no outro.

A arrogância é tão grande, que se julga melhor, o certo e o outro o errado. O sábio e o outro o ignorante.

Não é capaz de responsabilizar-se por nada...

Toda a culpa é do outro...

Tem gente com esse nível de perversidade e que se acha o máximo de exemplo.

Desvaloriza o outro para poder sentir-se superior.

Isso não é amor.

Faz de conta que nada esta acontecendo e transforma o outro numa nuvem transparente, isso é no minimo uma atitude arrogante e desprovida de qualquer sentimento de amor e respeito.

Para ser feliz em qualquer relacionamento é preciso que a pessoa perceba sua influencia e assuma sua parte de responsabilidade na construção do relacionamento.

O amor em ação é uma possibilidade que se desenvolve em comum acordo.

 Amor molda o relacionamento de companheirismo e cumplicidade.

Quem ama não exclui jamais o outro. Compartilha decisões em conjunto. Importa-se com o outro.

Inclui o outro em seu bem estar e quer ver a pessoa amada feliz assim como se contenta com as vitorias em conjunto.

Para que isso possa ser possível é primordial ver o outro com respeito. É fundamental o auto-respeito.

Se não existe respeito a estrada do amor é impossível de ser trilhada.

Segundo Erich Fromm, em seu livro a "Arte de Amar", na pagina 28, ele fala com muita clareza sobre o respeito na Arte de Amar, segue o trecho:


"Respeito não é medo e temor; denota, de acordo com a raiz da palavra (respicere = olhar para), a capacidade de ver uma pessoa tal como é, ter conhecimento de sua individualidade singular. Respeito significa a preocupação de que a outra pessoa cresça e se desenvolva como é, Respeito, assim, implica ausência de exploração. Quero que a pessoa amada cresça e se desenvolva por si mesma, por seus próprios modos, e não para o fim de servir-me, Se amo a outra pessoa, sinto-me um com ela, ou ele, mas com ela tal como é, não como eu necessito que seja para objeto de meu uso. É claro que o respeito só é possível se eu mesmo alcancei a independência; se puder levantar-me e caminhar sem precisar de muletas, sem ter de dominar e explorar qualquer outro. O respeito só existe na base da liberdade: “ramour est
l'enfant de la liberte”, como diz velha canção francesa; o amor é filho da liberdade, nunca da dominação.

Respeitar uma pessoa não é possível sem conhecê-la; cuidado e responsabilidade seriam cegos se não fossem guiados pelo conhecimento. O conhecimento seria vazio se não fosse motivado pela preocupação.

Assim, Erich Fromm, nos dá uma grande lição sobre o Amor.

Quando não existe respeito, sentimos uma dor muito profunda dentro de nós. É especialmente doloroso gostar de alguém que não se importa com você. Que não tem o minimo de consideração ou que incapaz de comunicar seus sentimentos.

A falta de diálogo é a falência de qualquer relacionamento.

Amor maduro é sinônimo de união.

Forças internas são liberadas tornando a relação, fonte de alegria, prazer e amor. Forças que acontecem numa via de mão dupla, é o encontro. Tão singular e único que torna a vida especial e com sentido.

Onde o dar e receber é uma pratica consciente.

É o cuidado que protege e orienta ao bem.

É o alerta que conduz ao crescimento.

É o apoio nos momentos défices da caminhada.

É o estar junto, mesmo separados.

É mesmo um bem querer!

Assim a Integridade e a individualidade é preservada.

Quando o amor é saudável, duas pessoas que se unem encontram forças para superar os obstáculos da vida, se conhecem, sabem o que pensam, e ajudam-se mutualmente.

Esclarecem os maus entendidos.

O Egoismo é a falência do amor em qualquer relacionamento, mesmo os relacionamentos de amizade.

Quando não existe cumplicidade a competição pode tomar o palco e tornar-se uma condição extremamente negativa e destrutiva.

O Amor é entrega.

Sem amor a vida torna-se um árido terreno sem vida...

Cida Medeiros



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Bem vindo! Deixe aqui seu comentário.