Aprendendo a viver em Paz

Quem não quer viver em Paz?

Quem não quer sentir-se feliz?

Quem não quer sentir a comunicação profunda, que se dá numa relação onde existe amor e entendimento?

Somos humanos, e em nossa maneira de ser, somos todos iguais.





Temos sonhos, desejos, vontades. Igual a todo mundo.

O que difere são os gostos, as opiniões, o que nos dá prazer, o que nos toca fundo e o que não nos diz nada.

Queremos sentir a vida pulsando dentro de nós.

Ter um sentido de vida que nos torne mais realizados mais completos.

Gostos, preferências, fazem com que nos aproximemos de nossas tribos, das nossas redes, das nossas afinidades.

Mas nem tudo é mar de rosas.

Temos os Carmas, as situações desafiantes, os problemas, as dificuldades que surgem. As irritações, os descontentamentos, os desentendimentos e por ai vai...

Mais o que está mais vivo em você nesse momento?

O que te faz Pulsar?

Levantar cedo com o gosto do dia nascendo e a alegria de ter uma dia a ser desfrutado pela frente?

O que faz seu dia brilhar?

O que faz Você sorrir genuinamente e cumprimentar seu vizinho, amigo, colegas de trabalho e pessoas que vê pelo caminho?

Se você sente vida dentro de você, com certeza você semeia amor por onde passa.

Como vai você?

Quem não gosta de receber um carinho como este? Um interesse genuíno por você, um sorriso e um aperto de mão.

Que dom é esse que nós faz aproximar-se do outro?

De ligar? De querer estar junto?

Para dar um pouco de si e manifestar o amor. 

Você vai como quem vai se doar?

Ou você vai como quem vai retirar? Cobrar? Exigir do outro?

Uma postura gera a paz e cria caminhos de entendimento.

Outra gera o desconforto, subtrai, amedronta e isola.

Quando você vai para doar o seu melhor, você está aberto ao amor.

Não culpar, criticar ou punir.

Ser verdadeiro em comunicar seus sentimentos.

Dizer o que gostaria.

Comunicar sua vulnerabilidade.

Ser sincero.

Para mim, isso é uma forma de manifestar amor.

Outra forma de manifestar amor é a empatia, ouvir para compreender. Sem julgar.

E a outra maneira que damos de nós mesmos é através de como recebemos mensagem de outra pessoa.

Receber com empatia, com compaixão, com amor, conectar-se com o que está vivo no outro.

Não fazendo nenhum julgamento.

Só para ouvir o que está vivo no outro e em si mesmo.

Comunicar-se tentando cuidar da "fala", do "ouvir", do "sentir".

Simples dizer, eu amo você, você me faz bem!

Sinto alegria e felicidade quando estou com você!

Comunique sua luz interior!

Sinta a felicidade de Ser Simples e Verdadeiro.

Cida Medeiros






Nenhum comentário:

Postar um comentário

Bem vindo! Deixe aqui seu comentário.