Reflexões Sobre o Evoluir



Algumas reflexões à respeito da 
possibilidade de Evoluir em 
Consciência: 


" O Despertar"


- Ter uma Intenção Clara.


A "Intenção Clara" move Campos de Consciência e assim você se conecta com a substância inteligente do universo.

Pessoas, circunstâncias, fatos vão te movendo para o encontro de experiências necessárias ao seu despertar.

As pessoas certas lhe chegam, dentre elas as boas e as ruins.

As boas te ensinam com o Amor e conduzem com Sabedoria seu aprendizado.

As ruins te tiram da inocência e ajudam você a crescer como Ser Humano.

A Evolução da Consciência para o Despertar Essencial do Ser é um Tempo que pertence ao Campo de Sabedoria, a "Algo Maior" e as coisas acontecem além do seu entendimento comum e ordinário.

Precisa-se de atenção para perceber os movimentos que inspiram Novos Tempos.

Tempo Internos, Novos Horizontes, Novas formas de se mover na vida.

As experiências acontecem e conduzem aos ensinamentos que irão aprimorá-lo.

Despertando para estágios mais avançados e evoluidos de consciência.

Para níveis mas aprimorados de compreensão e entendimento.

Para o completa desidentificação das formas usuais da realidade.

Outras leis passam a reger sua existência.

Pois você está conectado com dimensões que são de outra natureza.

Que sintoniza com sua evolução, 

Esses Campos derramam bençãos.

Mais é preciso estar atento nessa escuta perceptiva.

Ouvir desde um outro lugar dentro de sí.

No espaço de silêncio.

O silêncio que permite a escuta atenta e ampliada.

Onde tudo pode ser fonte de aprendizado.

Tudo passa a ser um oportunidade de Ser.

E quando você é...tudo cala.

Tudo faz sentido.

E está à serviço.


Cessar a busca.


E passa a viver plenamente.


Com tudo que é.

E com Amor 
Cida Medeiros


Morre Swami Sri Sathya Sai Baba

 

O Swami Sri Sai Baba morre nesse domingo dia 24 de abril, às 07:40 da manhã, no hospital de Puttaparti no Sul da Índia de falência múltipla dos seus órgãos devido a complicações no coração e pulmão aos 85 anos de idade. Sai Baba já estava internado a um mês e fez a passagem no dia da Páscoa.


 
Sai Baba é o Grande Avatar do Amor, exemplo vivo de sua obra, a serviço do próximo e sua dedicação aos ensinamentos de Amor, onde sua vida era o exemplo de seus ensinamentos. 

É uma grande perda para humanidade, pois seu exemplo era fonte de inspiração para milhares de devotos espalhados no mundo inteiro.

Mais Sai Baba não morre, permanece vivo no coração de todos que seguem a sua mensagem de amor.

Segue esse vídeo do ultimo Darshan de Sai Baba


E a carta enviada pelo membro do conselho de Prasanthi:
Aos Presidentes de Comitês e Coordenadores Regionais
C/c:  Conselho Central Executivo, Presidentes da Fundação Sai e Instituto Sai de Educação
Coordenador Central da Região 23 e Chairman Zona 2B

“Eu não Sou o corpo, Sou o Morador Interno...
Vocês devem ter fé inabalável e forte, sem qualquer traço de dúvida.”

Sathya Sai Baba

Queridos irmãos em Sai, Om Sai Ram!

Estamos enviando o comunicado oficial sobre o falecimento do corpo físico de Bhagavan Sri Sathya Sai Baba, encaminhado pelo nosso irmão Leonardo Gutter, membro do Conselho de Prasanthi.

Nesse delicado momento, devemos fortalecer nossa fé na certeza de Sua Onipresença e Onisciência. Swami sempre esteve e sempre estará conosco, ajudando-nos em nosso caminho espiritual. Como Ele mesmo disse:

"Lembrem-se de que a cada passo vocês estão se aproximando de Deus, e Deus também. Quando vocês dão um passo em direção a Ele, Ele dá dez em direção a vocês. Não há ponto de parada nesta peregrinação; é uma jornada contínua, através do dia e da noite, através do vale e do deserto, através de túmulos e úteros. Quando o caminho termina e o Objetivo é alcançado, o peregrino percebe que ele viajou apenas de dentro dele mesmo para dentro dele mesmo, que o caminho foi longo e solitário, mas o Deus que o conduziu até lá estava todo o tempo nele, ao redor dele, com ele e ao lado dele!"

Logo, "Por que temer se Eu estou aqui?"

Que o amor  divino seja sempre a luz a nos guiar, e que possamos continuar sendo Sua Mensagem viva. Não nos esqueçamos de Suas palavras: "Sua vida é a Minha Mensagem". Sua Obra continua através de nós!

Agradecemos ao nosso amado Sai por ter-nos permitido receber as três Grandes Graças: ter conseguido esse corpo humano; ter estado neste corpo no mesmo momento que Ele caminhou pela Terra e, principalmente, tê-lO reconhecido.

Amado Swami, nossa eterna gratidão e amor incondicional.

Senhor, eu te ofereço meu coração, para que ele esteja
 cada vez mais cheio de luz e amor por Ti e por todas as Tuas criaturas!
Eu Te ofereço minha mente, meus pensamentos,
 para que Tu estejas sempre presente neles!
Eu te ofereço minhas mãos,
 para que elas sempre trabalhem para Ti!
Eu Te ofereço minha alma, para que ela esteja sempre junto de Ti!
Senhor, eu me ofereço por inteiro a Ti,
 como um instrumento para Teu trabalho, para a Tua presença.

A Teus Pés de Lótus,
Com todo o nosso amor e gratidão,
Ada Espíndola / Márcia Kisar
Presidência do Conselho Central

Queridos irmãos e irmãs,

SAI RAM!

Com profundo pesar que lhes comunico que nosso Amado Bhagavan Sri Sathya Sai Baba decidiu deixar Seu corpo físico hoje, 24 de abril, às 07:40 da manhã.

Ele não é o corpo físico, mas o Eterno Bhagavan.

Ele sempre esteve conosco e sempre estará cuidando de nós, protegendo-nos e guiando-nos.

Devemos nos elevar sobre o apego a Sua forma física e recordar Sua Divindade que se manifestou em nossas vidas de inúmeras maneiras.

Seu corpo está em perfeita paz e, com um brilho muito especial, será levado ao Sai Kulwant Hall, onde ficará por dois dias.

Leonardo Gutter
Miembro del Consejo de Prasanthi

Arte de olhar além



A renovação exige que no libertemos do passado. De tudo o que foi e que não é mais. Assumir as condições atuais com a sabedoria que a Águia nos ensina. Para então enfrentar a dor do desconhecido, daquilo que precisa renascer, para então nossos potenciais possam estar a serviço de uma nova etapa de vida, onde possamos incluir fatores mais abrangentes.

O momento de decisão é um momento difícil para qualquer ser humano. Mas faz parte da maturidade de quem está crescendo e enfrentado a vida com tudo o que vem de bom e de ruim. Assim como pode ser uma oportunidade de conquistar novos valores.

Sair da prisão do sucesso que é mediócre, que é pobre, que exclui. Que já está mais do que provado que não funciona. Que só leva em consideração benefícios em prol da sua própria vaidade pessoal e egoísta.

As decisões das quais fazemos sem a cautela necessária, sem ponderação e reflexão podem conduzir a colheitas não auspiciosas.

Por que somos uma humanidade. Não podemos mais pensar individualmente e sim coletivamente. O bem que é usufruto de todos. Do Futuro. O sucesso que extrapola o sucesso de uma nação, mais o sucesso que pertence a todos os filhos da terra. A todas as formas de vida.

Nesses momentos de colheita devemos parar e refletir em novas decisões que levem em consideração o bem comum, bem da nação, o bem da terra.

O aprendizado está em refletir em nossas escolhas, na vivencia, na experiência e no conhecimento que se adquire.

Pensar além da sua conquista material, das posses e do enriquecimento, fruto do vazio e da vaidade humana.

De valores tão distorcidos e que empobrecem a vida de todos. Devemos pensar que nossa casa é o Planeta e tudo que nele habita.

Sair das formas selvagens de convivência entre iguais.

Levar em consideração o outro.

Assim, podemos nos tornar seres humanos melhores.

É na colheita que encontramos o fruto de nossas escolhas, decisões e maneira que conduzimos as circunstâncias.

É na colheita que a realidade se mostra.

Se olhamos para nosso próprio umbigo ou se olhamos para o horizonte e podemos incluir aquilo que está além de nós.

Somos apenas um grão ínfimo de poeira cósmica no vasto oceano. Imersos em "algo" Maior.

Assim, caminhemos com humildade diante da vida e dos acontecimentos.

Vamos pensar em sermos vitoriosos em nossa humanidade.

Que nosso triunfo possa ser a vitória do bem estar de todos.

A serviço do amor e da paz.

Da Justiça.

De todos os povos e nações.

Da vida como um todo.

Cida Medeiros

Onde nasce a Paz


Sai Baba uma lição de Amor e de Serviço. Vejam esse ensinamento de Baba:

"Se houver conduta correta no coração haverá beleza no caráter.

Se houver beleza no carater haverá harmonia no Lar.

Se houver harmonia no Lar haverá ordem na Nação.

Se houver ordem na nação haverá paz no mundo."

Sathya Sai Baba


A Paz começa dentro de cada um de nós!

Sua Paz soma-se a minha Paz, o que resulta em Nossa Paz!

A Paz é o Amor que vibra num plano muito elevado do Ser.

Cida Medeiros

Sobre as Ordens do Amor


Os condições a seguir são prévias para os relacionamentos humanos:

- O vinculo
- O equilibro
- A ordem

A base que permite maior consciência em um relacionamento. 


Bert Hellinger diz que quando sofremos um mal e retribuimos na mesma medida, satisfazemos a necesidade de quilibrio e justiça.

Porém, com isso podemos sacrificar o vínculo e o relacionamento acabar.

Porém quando fazemos um mal um pouco menor, compensamos a relação, saimos da condição de inocência, o equilibrio pode acontecer, o vinculo e o amor podem voltar a contecer no relacionamento.

Bert Hellinger fala muito sobre o cuidado da atitude inocente. A inocencia é pior. Pois alguém vai depois compesar essa falta. De forma a penalizar pessoas inocentes de fato.

O mesmo acontece com o Bem. Quando alguém nós faz um bem e retribuimos na mesma medida ocorre um equilibro, mais pode ocorrer de não gerar um vínculo.

Agora quando recebemos um bem e devolvemos com um bem um pouco maior isso permite gerar um vínculo, assim o outro retribui com algo também, gerando um equlibrio no dar e receber.

O dar e receber permiti a criação de vinculos duráveis e amorosos.

Em um relacionamento esta presente a necessidade de vinculo, o equilibrio em dar e receber e a ordem.

A ordem é fundamental para que haja equilibrio. Os que vieram antes possuem precedência sobre os que vieram depois.

Por exemplo no caso dos filhos. O primeiro filho, segundo filho, terceiro filho assim sucessivamente. Cada um tem que ocupar seu lugar na ordem. Se o ultimo filho tenta ficar no lugar do primero, ocorre um desequilibro no sistema.

A mesma coisa se um filho toma o lugar do pai, ou a filha toma o lugar da mãe. O filho que torna-se pai dos seus irmão, isso, na alma, resulta em um grande desequilibrio.

Algo que pode ser percebido nas dinâmicas ocultas do amor.

Quando isso acontece todo o sistema fica sobrecarregado, as pessoas não sabem porque mais sentem hostilidade uma em relação as outras e sentem-se mal de alguma forma. A vida delas fica também em desordem. Quando trabalhamos com o sistema e percebemos isso, procuramos colocar todos em uma ordem de precedência, o que acontece é que todos ficam bem, as pessoas se sentem aliviadas, o peso se solta, cada um ganha uma força e passam a ocupar seu lugar. E a vida tende a fluir melhor.

Isso em si resulta em muitos beneficios para o contexto familiar.

As vezes acontece que para haver essa ordem é necessario ver coisas mais antigas que estão desequilibrando o sistema.

Mas o que percebemos que isso ajuda muito a aliviar o peso e a permitir que o amor possa fluir novamente.

Cida Medeiros

Conheçam e Curtam minha Fan Page

Tempo Sagrado





O Tempo Sagrado só pode ser construído
Com as antigas Comunhões,
As que são faladas,
E as que são vividas,
Pois se elas forem ditas apenas com a boca,
Serão como a colmeia morta
Que as abelhas abandonaram,
Que já não dá mel.
As Comunhões são uma ponte
Entre o homem e os anjos,
E, como a ponte,
Só podem ser construídas com paciência,
Sim, como a ponte por cima do rio
É formada pedra por pedra,
À medida que vão sendo encontradas à beira d'água.

E as Comunhões são catorze,
como os Anjos do Pai Celestial
São sete,
E os anjos da Mãe Terrena
são sete,
E assim como as raízes da árvore
Afundam na terra e se alimentam,
E os galhos da árvore
Erguem os braços para o céu
Assim o homem é como o tronco da árvore,
Com as raízes no fundo
Do seio da Mãe Terrena,
Enquanto sua alma sobe
Para as estrelas brilhantes do Pai Celestial,
E esta é a sagrada Árvore da Vida
Que se ergue no mar da eternidade

A primeira Comunhão é com
O Anjo do Sol,
O que vem todas as manhãs
Como a noiva sai de sua câmara,
Para derramar sua luz de ouro no mundo.
Ó tu, imortal, cintilante montado em seu corcel velocíssimo,
Anjo do Sol!
Não há calor sem ti,
Não fogo sem ti,
Não há vida sem ti.
As folhas verdes das árvores
Adoram-te,
E por teu intermédio a minúscula semente de trigo
Torna-se um rio de selva dourada,
A manter-se com o vento.
Por teu intermédio abriu-se a flor
No centro do meu corpo.
Por essa razão nunca me esconderei
De ti. Anjo do Sol,
Santo mensageiro da Mãe Terrena,
Entra no templo sagrado dentro de mim
E dá-me o Fogo da Vida!

Fonte: O Livro Essênio de Moisés em o Evangelho essênio da Paz
Edmond Bordeaux - Ed. Pensamento

Ouça seu coração

Esse ensinamento é um convite para refletir sobre a importância de assumir cada vez mais o seu poder pessoal. Conhecer a si mesmo e aprender a ouvir o coração e a intuição, ferramentas indispensáveis no Caminho da Maestria. Se você tem um Mestre fora de você, um Guru ou alguém que lhe inspira, ele deve servir como caminho para o encontro do seu próprio Mestre Interno.


Seu Mestre Interno é o caminho para sua Libertação!


Vejam o que Osho diz:

Você tem que se proteger de todas essas pessoas bem-intencionadas, que gostam de praticar o bem e que estão a todo instante aconselhando-o a fazer isso ou aquilo. 
Ouça o que elas têm a dizer e agradeça. Elas não têm a intenção de lhe causar mal, mas causam. Ouça apenas o seu próprio coração. Esse é o seu único professor. Na verdadeira jornada da vida, sua própria intuição é o único pro­fessor que você tem.

Cida Medeiros

A Jornada da Unicidade

 Curar é fazer desabrochar a luz do seu Ser.


Na essência da flor está a fonte do Ser 

O beija flor busca o néctar da flor, pois em sua sabedoria essencial sabe estar sorvendo o Ser.


A Flor depois de banhar-se ao sol revela-se em plena doação.

É a luz que dá e renova a vida.

Na contemplação unimos o que estava separado em nós.

O fogo sagrado reanima a alma, revigora a vitalidade perdida e permite o Sopro.

E então por uma misteriosa lei do universo as estações se movem dentro  e é capaz de trazer a Primavera em pleno Inverno.

Assim é a Vida imersa na Consciência do Ser, inspirada no Sopro.

Na terra árida, sem vida, na dor e no sofrimento atroz, a mente se rasga...

racha o entendimento limitado das coisas...

e mergulha na escuridão,

sente a impotência do desconhecido,

e a incerteza da vida.

E nesse desvario sem sentido,

nos rendemos,

e buscamos o sol.
O sol clareia o caminho e aquece.

Saboreamos o Inefável.

E podemos então vislumbrar a luz e 

enxergar a alma...

que corre como um rio,

segue o seu percurso,

em busca da onda,

que o faz superar a estagnação,

que cura as feridas,

e que encontra espaço para fluir,

E na entrega, mergulhamos e nos fundimos na confiança absoluta.

O espírito vem ao nosso encontro.

E mostra onde fica a fonte.

E assim, Deus se revela em nós. 

Em nossa humanidade, em nossos desejos insatisfeitos, na dor, na doença, na miséria e na solidão.

E na escuridão da travessia que o inesperado revela-se através dos sinais,

Por isso tem coisas que são únicas.

A unicidade é uma Jornada única, que você leva você mesmo e tudo que te pertence, sem certezas de vitória, só inspirada pelo sopro que venta em seus ouvidos, como uma mão que diz:

- Vá!

Deus estará lhe procurando, até encontrá-lo.

 Cida Medeiros

Curtam minha Fan Page
Sigam meu Twitter




O que fazer nos tempos de incertezas?

Nesses tempos de incertezas, precisamos fazer  um trabalho interno de conexão com a fonte do nosso Ser. 
Erradicar completamente o medo de nossa alma, tirá-los dos nossos pensamentos e sentimentos. 
Buscar ficar em paz.
Não significa que tenhamos que ficar alienados do que está acontecendo no mundo, apenas temos que praticar a Arte da Moderação.
O futuro é agora. Não podemos ficar refém de emoções negativas.