Rebeldia sobre um outro olhar


A rebeldia é uma tema complexo, envolve questões delicadas, e pode ser olhada à luz da psicanálise, onde analisamos o tema em cada etapa do desenvolvimento, desde o infantil até a vida adulta. E as vezes persiste como um comportamento inadequado no adulto.

Não vou aprofundar nas outras linhas de conhecimento, mais vou fazer um breve resumo da visão da psicanálise e aprofundar um pouco mais o olhar pelo ponto de vista das Constelações Familiares e o Xamanismo.

A rebeldia na visão psicanalista é estudada e analisada à partir do comportamento inconsequente, onde existe atos de violência, agressividade, destruição, violação de regras, insubordinação, com condutas de vandalismo, roubo, brigas e desobediência as normas sociais.

Nesse sentido, a psicanálise faz algumas reflexões. E explica à luz do entendimento desse Campo do Saber.

Reflete e sinaliza como sendo talvez um vazio psicológico, uma dificuldade de se lidar com a autoridade, uma crise de identidade, que envolve o entedimento de uma passagem de um ciclo à outro, e surge então, questões em lidar com o luto, com a castração, com o complexo de édipo, com os conflitos psíquicos e com a elaboração psíquica dessa fase. Em suma com questões de identidade. E no caso especifico de adolescentes, atribui uma dificuldade do mesmo em lidar com seus problemas, de aceitar a autoridade, como uma crise e inadequação.

Enfim, podemos encontrar um bom material sobre isso, orientações e muito mais na visão tradicional dos profissionais da área de saúde.

A pedido dos meus clientes é que esta nascendo esse post. À partir de uma dinâmica que surgiu dentro do trabalho terapeutico.

Em essência, todo comportamento rebelde diz respeito à uma insubordinação em relação às regras, as leis, a uma ordem e a autoridade. A uma não aceitação.

Diz respeito a uma dificuldade de se fazer valer seus anseios de forma clara e aceitável pelos padrões dominantes do grupo da qual está inserido. E ai podemos ter inúmeras váriaveis.

Mas, é quando à criança quer colocar-se acima da Lei e da Ordem. Inclusive a criança que mora dentro do adulto.

Partindo desse pressuposto, encontramos na fala de Bert Hellinger à questão da Arrogância. Ele busca ir na essência dessa questão e coloca uma solução sistêmica interessante que parece que ajuda muito.
Principalmente as pessoas que sofrem com isso, a colocar-se de maneira mais adequada diante dos seus pais, com isso recebem uma força e ficam em paz consigo mesmas e logo podem atuar na vida com responsabilidade e discernimento.

Pois não buscam mais preencher um vazio, o tal vazio existencial, pois, conseguiram uma conciliação profunda com um movimento da alma familiar que é dotada de uma Consciência que vela pelo bem de todos. E que faz parte de um movimento muito mais abrangente, que Bert chama de Consciência Espiritual.

Bert Hellinger fala inclusive que a rebeldia está associada à recusa de se tomar os pais de forma amorosa pelo filho e sobretudo honrá-los como seus pais. Bert diz,...que existem pessoas que preferem morrer à se curvar perante seus pais...

E o que significa honrar os pais? É obedecê-los cegamente? Fazer o que eles querem? Anular totalmente sua personalidade? Abrir mão de seus gostos e preferências?

As vezes fico refletindo que isso pode ser uma grande dúvida na mente das pessoas. Se eu honrar meus pais terei que me submeter a suas regras de forma que para mim é insuportável...?

Pois bem, nos movimentos da alma, existe uma ténue e profunda diferença no entendimento do que vem a ser o "honrar" e o "submeter".

Nos trabalhos de Constelação Familiar isso fica muito evidente. Vou explicar melhor:

- Honrar os pais significa tomá-los como eles são. Aceitá-los como são. O bom e o ruim. Dizer sim à isso.

E honrar a vida que eles nos deram. Significa tomá-la e amá-la como ela é. Sem julgamentos e exigências.

É um passo importante para a desindentificação e o des-emaranhamentos sistemico.

Isso no trabalho de Constelações tem um impacto profundo e curador. "Algo" acontece, e quando existe a compreensão dessa ordem do amor, a pessoa fica em paz, todos ficam em paz e um processo de profunda aceitação começa a emergir naquele sistema familiar e fica reverberando em ondas até completar um ciclo de cura que pode levar até dois anos. É muito interessante isso.

É uma reflexão de entendimento dessa dinâmica de amor que às vezes leva muito tempo para a personalidade compreender, amadurecer, entender e aceitar plenamente. Mais que funciona, liberta e dá um novo sentido à vida.

Eu diria que é uma ação curativa do trabalho terapeutico que quase não deixa dúvidas quando alguém passa por esse processo e aceita de coração o que se revelou no trabalho. A pessoa age com humildade, tira suas armaduras, entrega-se a força do amor e com isso, recebe uma força.

Dentro da Visão Xamânica poderíamos dizer da Jornada do Herói, do Caminho do Guerreiro.

Receber uma força, significa o ganho do grande troféu do herói. Pois já pode caminhar com seus próprios pés, com maior autonomia e poder pessoal.

E a que mais podemos associar ao Xamanismo?

No Caminho do Guerreiro, a direção é o Norte.

O Elemento é o Ar, o Ar como sabemos está associado ao Sopro Divino.

Ao Sopro que nós inspira.

E qual é o recurso humano?

- O poder: - O poder pessoal. O tão almejado poder pessoal...

O estilo de vida?

- O Correto. O Ético. O que revela força e propósito. O que liga à natureza interna ao mundo natural. A Ecologia do Ser.

Mais, também estamos falando de forças Arquetipicas. É o Guerreiro é um Arquétipo.

Ao longo de gerações, as sociedades indígenas de muitos povos que lidam com o caminho do Guerreiro sabem de sua força de liderança, da proteção, da magia, da aventura e da exploração do novo.

Sabemos que ser um Guerreiro é ser um líder, ter autonomia, poder, e mais do que nunca, a máxima de um Guerreiro é Honrar e respeitar todas as coisas. Sabem como se comunicar, estabelecer limites, posicionar-se com clareza, ter determinação, disciplina e o uso correto do poder.

Qual é a Sombra do Guerreiro Ferido? Que está associado à ferida da criança?

A Rebeldia.

Quando a pessoa não está bem com sua fonte, com sua origem, com o inicio, ela se sente ausente do fluxo da vida e também sente-se enfraquecida.

Ela não tem uma "força", sente um vazio e logo precisa exageradamente super compensar.

Dai podemos ver as inúmeras distorções que nascem a partir dessa falta.

O Rebelde não é o revolucionário.

Não confundir pessoas revolucionárias com rebeldia.

São coisas bem distintas.

O rebelde tem uma ação inconsequente, ele pouco realiza aos olhos do mundo. Sua ação é limitada e desprovida de um sentido de crescimento. É caótico e o orgulho e arrogância as vezes dificulta a pessoa de olhar para a realidade dos fatos. Passando a régua, podemos dizer: - Muito esforço com pouco resultado. Muitas vezes, com muita punição e prejuízo.

Não vamos dizer que a Rebeldia não está a serviço da alma. Está, tudo está à serviço da alma, inclusive a dor e o sofrimento.

Mais, ser Revolucionário é ser Genial é produzir coisas que trazem progresso a civilização, ao meio, ao grupo. Que agrega, que soma, que produz evolução à condição humana. Tanto no entendimento como no resultados concreto de suas ações. Tem propósito, está alinhado com um sentido mais profundo da alma e da grande Consciência. É bem diferente. É produtivo e resulta em ganho.

Existem pessoas que não toleram ser comuns, querem ser diferentes, deixar sua marca única no mundo.

Para sua ação ser apropriada aos olhos do mundo e a você mesma, é necessário que perceba isso.

O rebelde não toma seus pais, não os valoriza, não aceita suas origens, não respeita as formas de vida, não respeita a natureza, os ancestrais, a mãe terra, o que veio antes. Exclui de sua consciência a totalidade da experiência humana e tende a ver um único ponto. Está focado em si, focado num único ponto.

Então para o Rebelde tornar-se um Guerreiro ele precisa honrar e respeitas todas as formas de vida.

Quando mais profundo for o seu caminho de respeito e humildade, mais brilhante será sua luz. Mais poderosa será sua Presença no mundo, mais eficaz, mais realizadora e proficua.

Problemas com autoridade?

Baixa auto-estima e dificuldade em Ser você, mesmo?

Poderia continuar falando mais e mais.

Mas já temos muito material de reflexão.

Convido você a participar de nossa próxima Jornada do Heroi, o caminho do Guerreiro. A cura da criança ferida.

O proximo trabalho na Paz Géia será dia 27 de novembro.

Em Maranhão, dia 03, 04 e 05 de dezembro, uma viagem de profunda imersão.

Informe-se. Logo termos a agenda de Campinas na MaeveDux e outras localidades.

Informe-se!

E venha fazer parte desse caminho de crescimento.

Ahow!

Cida Medeiros

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Bem vindo! Deixe aqui seu comentário.