Vida Iniciática

A Vida Espiritual começa a partir de um sofrimento ou um vazio existencial que conduz as seguintes perguntas:

- "Quem sou eu?"

- "Qual é o significado da minha vida?"

- "Qual o sentido da vida e da morte?".

 
A vida iniciática se dá quando já estamos no caminho espiritual e aprofundamos esses questionamentos através do auto-conhecimento.

Em algum momento, após a sintonia com o Propósito e com uma clara intenção, sentimos um continuo e singelo despertar da Consciência.

O Despertar da Consciência é um continuo desapego de tudo. Inúmeras mortes e renascimentos. É uma desindentificação e libertação cada vez maior das memórias, dos condicionamentos, dos automatismos e um encontro cada vez maior consigo mesmo e com a Essência. Inclusive com aquilo que é Essencial.


Quanto mais consciência, mais sintonia com a Alma, com a Grande Consciência, também conhecido como o "Ser Essencial".

Um aprendizado continuo e cada vez mais em sintonia com o "Ser".

Ficamos mais Presentes, no aqui agora. Mais confiantes. Simplesmente sabemos o que fazer e toleramos com Sabedoria os momentos de vácuo.

A mente fica um pouco mais livre. E cada vez mais livre.

Cada vez mais estamos sintonizados com o amor da alma, com a energia de nosso Mestre, que ancora a energia do Ser em nossa consciência. 

Vamos mudando de padrão vibratório, percebendo outros níveis de Consciência e passamos a ter uma orientação direta da fonte.


As vezes e muitas vezes, somos atingidos e no desequilíbrio podemos não conseguir uma boa frequência em nosso campo aurico ou mesmo no nosso mental, mais nossa Alma, nosso Ser, a luz que pulsa em nosso intimo e da qual "provisoriamente" estamos impedidos de ouvir, logo se encarrega de colocar as pessoas, cirscunstâncias e ambientes que nós ajuda a conectar-se e logo nos damos "conta" do que aconteceu. 

Não sei se existe um Despertar da Consciência feito um bilhete de loteria que a gente compra e derrepente de um instante a outro "iluminamos" e nós tornamos Mestres ou Seres totalmente Despertos. 

Acredito em pequenos saltos de consciência, em movimentos de aprofundamento no auto-conhecimento, nos movimentos da alma, em um conjunto de fatores, que vão somando ao despertar continuo e uma mudança de padrão vibratório constante e crescente para que o nosso próprio sistema nervoso possa sustentar uma nova qualidade de Ser.

Assim, vamos ancorando um Campo de Luz, a partir do Ser Essencial que nós conecta cada vez mais com a Matriz Divina e passamos a ser co-criadores.

A vida iniciática é algo que vai ficando cada vez mais claro em nossa consciência na medida que vamos aprofundando e se libertando das amarras e dos condicionamentos.

Ancorar um Campo de Sabedoria e ser semeadores da luz é uma honra sem igual. É quando não precisamos mais nos importar de ir ao encontro de nada, simplesmente as coisas acontecem como uma Sinfonia à disposição do Divino, ao Sopro da Criação, sabemos que somos um instrumento e que devemos deixar fluir em nós a melodia do divino, para banhar os ouvidos dos Seres. Temos o dever e o compromisso de manter o instrumento em ordem e cada vez mais afinado e nós colocamos à Serviço.

Como nesse maravilhoso "Campo de possibilidades", nosso "Ser" "sabe" e logo toda a sorte de oportunidades se abrem para que possamos viver na luz, com amor, bem estar e com a certeza absoluta e infinita que todos as nossas necessidades serão atendidas. 


Não as vaidades do ego, nem as trivialidades da vida superficial, mais aquilo que é essencial vem ao nosso encontro.


É lindo viver assim. É benção! É Luz! É tudo de bom realmente!

Despertar cada vez mais! Assim é minha intenção! E assim será!

Cida Medeiros














Nenhum comentário:

Postar um comentário

Bem vindo! Deixe aqui seu comentário.