A Escuta

A escuta é um dom de quem está aberto a ouvir.
É o ouvir além do "si-mesmo".
Indo além...
É buscar o novo.
Caminhar dentro de uma nova estrada, que leva a harmonia, entre o inusitado e a repetição. 
À memória e o Ser. Como fazer?
É preciso ter muita Sabedoria e amor dentro do coração para poder viver assim.
E ter a calma como combustivel interior.
É estar centrado.
No Ser.
Cida Medeiros


Ensinamentos dos Indios Norte Americanos.

"Põe-te à escuta do mundo, como a criança que se surpreende com tudo. Experimenta um sentimento de amor e de adoração por toda a criação, da minúscula folhinha de relva até a estrela mais longíqua, e recuperarás a antiga harmonia."

Esse ensinamento é do livro: "Principios de Vida" Tradição Indigina norte-americana. Organização Jean-Paul Bourre. Editora Nova Era.

Doe Palavras

O projeto do Instituto Mário Penna tem a finalidade de levar palavras de força aos Pacientes de Câncer.

É só entrar no site:  http://www.doepalavras.com.br/ e deixar sua mensagem.

Deverá ser uma mensagem curta, como no twitter de no máximo 240 caracteres.

Se vc possui o Twitter também pode mandar uma mensagem através do mesmo:

#doepalavras

Uma iniciativa muito interessante do Hospital do Câncer, assim, os pacientes recebem mensagens de Paz,  Otimismo e força através de mensagens em uma Televisão disponivel aos pacientes.

Principalmente na sala de quimioterapia, que é o local onde eles mais precisam de força.

Mais informações você poderá obter no site do Instituto: http://www.mariopenna.com.br/

Um forte abraço!
Cida Medeiros

A Fé faz bem a Saúde


Estudo revela que oração estimula parte do cérebro responsável pelo sistema imunológico

Após estudo com milhares de pessoas, médicos norte-americanos descobriram que a fé faz bem à saúde. Segundo o estudo, pessoas que tem uma religião vivem mais.

Quem reza, ora ou freqüenta uma igreja vive 29% mais do que os ateus.

Cerca de 125 mil pessoas, reunidas em 42 estudos, foram entrevistadas.

Dessas entrevistas, foram registrados mais de 10 mil casos de cura pela fé. Para os cientistas, rezar ou orar faz bem à saúde. Eles ainda não conseguem explicar por que, mas suspeitam de que, orando, religiosos estimulam a parte do cérebro responsável pelo sistema imunológico. Sendo assim, a fé fortalece o corpo e alimenta a alma. Em testes feitos em laboratório, os cientistas estimularam a parte do cérebro responsável pelo sistema imunológico, fazendo com que os pacientes experimentassem o sentimento da fé.

Cida Medeiros

O Amor

O amor é a essência da vida.

Tudo que existe tem sua máxima realização no Amor.

É como uma fonte que inspira e que preenche os recôndidos da alma.

Todos nascemos com uma semente no coração para ser alimentada cuidadosamente.

Mas o amor precisa ser regado, cuidado, alimentado e protegido.

Pois o amor por ser impedido de se realizar.

Por isso, cuide do seu coração, morada do amor. 

Limpe o jardim de sua alma para que o amor possa ter uma chance de acontecer.

Limper as ervas daninas, cuide do solo, alimente em intenção e faça o exercício de amar à todos incondicionamentel e não se surpreenda se amor preencher você por completo.

Pois a maior realização do Amor é manifestar o amor em sí.

Cida Medeiros

Sobre os segredos entre os casais.


Não se deve falar sobre as relações intimas anteriores, isso destrói a relação.

O que acontece na intimidade de um casal deve ficar entre o casal.  Não se deve falar sobre isso.

É muito sutil, mais Bert Hellinger fala que ao fazer tal coisa o parceiro anterior se sente traído. É uma falta de respeito para com a pessoa.

Embora se pretenda com isso ganhar mais intimidade no relacionamento, o que ocorre é que ao revelar intimidades de um outra pessoa, outro nunca mais confia totalmente. A confiança é abalada.

Assim também os pais, não devem contar sobre suas intimidades com os filhos e nem tão pouco sobre suas dificuldades matrimoniais. Quando os filhos sabem disso, com frequência tentam expiar de alguma forma pois carregam um peso com isso.

É importante que o que acontece com um casal, continue em segredo, entre os dois. Isso preserva o respeito pelo outro e o auto-respeito.

E os filhos, ficando no lugar de filhos, sentem um alivio muito grande com isso.  Então, é possível uma ordem.

Cida Medeiros

A Confissão


Bert Hellinger fala algo muito significativo em seu livro: Para que o amor dê certo, sobre a questão da confissão das relações extra-conjugais.

Quando alguém comete uma falta dentro de um relacionamento, saindo com outra pessoa ou envolvendo-se com outro e confessa isso para o parceiro, existem duas situações que resulta, uma que é que ele tenta com isso transferir a responsabilidade do que aconteceu ao outro, fazendo-o muitas vezes se sentir culpado pelo que não deu certo, e com isso, o outro tem que carregar as consequências. A outra é que a pessoa não assume a responsabilidade pelo que fez e perda o oportunidade de crescimento e amadurecimento interno.

Isso destrói a relação. Segredos devem ficar guardados, também os deslizes.

A solução para quem trai e quer permanecer na relação é carregar as consequências sozinho. É melhor tentar compensar o parceiro de forma amorosa.

Bert Hellinger fala da fidelidade como resultado do amor.

Ele diz que é uma presunção querer guardar o outro para sempre, a pessoa inocente age como se tivesse o direito de preservar para sempre o outro, não amando-o, mais perseguindo-o.

A fidelidade só pode existir através do amor.

Eu Superior, segundo Ramana Maharshi

Vejam que a visão e o entendimento que Ramana Maharshi tem sobre o Eu Superior é bem diferente da visão dos Kahunas e de outros segmentos teósoficos, fiolosóficos ou esótericos, mais vale a pena ler e honrar a sabedoria e a maestria desse grande mestre espiritual da India.
Ele diz, que o Eu Superior não é alcançável, pois você é o Eu Superior, o problema é que você ignora seu estado de beatitude.  Não se atinge o Eu Superior, não é possivel obter, pois se assim o fosse você o perderia, e não é o caso, o Eu Superior já é aqui e agora.
Então, viver o Eu Superior, significa tirar os véus da ilusão e estar em beatitude. Se você está em Beatitude você esta imerso no Eu Superior.
Cida Medeiros

Não há culpados

É muito comum entre casais que estão finalizando uma relação e separando-se que um busque culpar o outro sobre o que não deu certo no relacionamento.

Em busca desse alivio, começa uma série de ofensas, acusações, brigas e cobranças que resultam em ódio e vigança.

É preciso encarar a dor profunda de uma separação.

Olhar sem medo, sustentar na consciencia, dar um tempo para sí mesmo.

É saudavel ceder a dor que acompanha um  processo de separação.

Engana-se quem pensa que fugir desse momento é a solução mais eficaz.

Quando culpamos o outro sobre o que aconteceu temos um pensamento mágico por tráz dessa conduta, pensamos que se acharmos os culpados tudo poderá ser diferente e criamos uma ilusão a respeito da realidade que já está mais que evidente.

Não curamos o que não está dando certo no relacionamento buscando os "culpados" pelo que não deu certo.

Isso é apenas mais um desgaste e um adiamento do enfrentamento da realidade do momento presente.
É preciso encarar que o amor existiu no inicio, mais pode não estar sendo mais possivel no momento presente, encarar os fatos é importante numa hora dessas. É importante chorar, é importante ceder a tristeza que precede a constatação de que nada mais pode ser feito.

A dor não evita a separação.

Esquivar-se de olhar para as evidencias não evita o que já é claro demais para ser negligenciado.

Devemos considerar que o relacionamento acaba.

Vivenciar bem a etapa do término, concede a ambos uma nova oportunidade de amar novamente de forma totalmente nova.
Cida Medeiros

Algumas Considerações sobre o trabalho de Constelação Familiar


Hoje foi um trabalho muito bom em Constelações Familiares.

Fizemos 3 Constelações e contamos com vários participantes que ajudaram a dar sustentação a esse trabalho.

A primeira Constelação dizia respeito a Obsessão, por fim, caminhamos até a 3 geração dos avós para compreender a dinâmica oculta presente no Campo Familiar e perceber a influência ainda presente como uma "personalidade" atuando no momento presente de forma negativa. Uma experiência riquíssima de um grande aprendizado para todos nós.

Sobre a Separação



Vou falar sobre a Separação sobre o ponto de vista de Bert Hellinger.

Ele diz, que para haver uma boa separação é importante o reconhecimento e a comunicação, sendo assim, é importante dizer ao parceiro:

- Eu amei muito você.

- O que dei pra você, dei com muito prazer, vou guardar isso com muita honra.

- Assumo a minha parte no que não deu certo em nosso relacionamento e deixo você com sua parte.

- E agora deixo em paz e permito que você siga seu caminho, eu o libero.

Essas palavras tem um efeito muito curativo para quem ouve e para quem diz.

Não é só uma frase de efeito, mas carrega em si verdades, destituídas de qualquer julgamento e distorção.

Sempre que existe uma separação precisamos ser humildes o suficiente para respeitar os motivos que levaram a isso, permanecendo-o em segredo, pois sendo assim, renunciamos o poder, o controle e permitimos que algo se mova além de nossa compreensão, então, entregamos ao Destino e aceitamos a vida como ela é, com isso recebemos uma força, para que o novo possa despertar na aurora de nossa vida interior e o sol possa voltar a brilhar novamente.

Viver sem respostas é estar entregue a vida de forma plena e corajosa.


Cida Medeiros

Sobre o amor a dois

Vou falar sobre o amor entre duas pessoas.

Quando duas pessoas se sentem unidas, experimentam um sentimento de felicidade e então, o amor pode acontecer.

Bert Hellinger ensina como temos que encarar o amor para que ele possa se realizar.

Ele diz que uma boa solução é olhar para o parceiro com amor.

Tratando-o com amor, respeitando o seu destino. 

Considerando que o outro pode estar inserido em um emaranhamento, por isso, no relacionamento, ocorre conflitos, crises, brigas, e outras coisas mais complexas.

Mais quando temos essa consciência é possível resgatar o amor e manifestá-lo.

Quando adquirimos este olhar para os fatos que se desenrolam, vamos despertamos um nível de comprometimento e de amadurecimento na relação amorosa e os dois começam a ser capazes de olhar um para o outro com simpatia e empatia.

É muito comum um dos parceiros buscar ajuda, e quando os efeitos da constelação começa a aparecer, logo o outro segue para limpar suas questões familiares e ancestrais.

E uma boa solução sempre se apresenta.

Assim é possível olhar para uma solução em conjunto, com mais equanimidade, tratando com mais clareza os conflitos.

Bert diz que a curiosidade fere o amor e o desrespeita.

Diz também que uma atitude amorosa é quando podemos respeitar o espaço do outro e nesse espaço permitir que a Alma encontre seu caminho.

É importante dentro de um casamento que os parceiros se deem valor, procurem reconhecer no outro, algo da qual valorizam e procurem comunicar isso.

O reconhecimento é um dos nutrientes que alimenta a planta para que ela possa sobreviver aos intempéries da vida em comum. O Amor é como uma planta, temos que saber cuidar. E é um dos ingrediente do amor em ação.

O amor é um exercício de entrega constante, onde o desafio do medo precisa ser superado.

Ver o outro com amor, consideração, reconhecendo o lugar que ele ocupa na vida e permitindo ouvir de forma profunda o que ele tenta comunicar.

O que observo no exercício da prática terapêutica é a dificuldade que os casais possuem em se comunicar verdadeiramente.

A linguagem do amor é um idioma estranho em uma terra onde ninguém sabe onde fica, mais todos querem saber como chegar lá e deliciar-se do Oasis. Essa Terra é real é existe dentro de cada um de nós. 

Nossa humanidade está sempre em evolução, existem muitos caminhos nesse território interior, é preciso muita "inspiração" para encontrar o mapa que sinaliza a direção rumo ao tesouro do entendimento, do amor e da felicidade à dois. 

É nessa Jornada Interior que encontramos as chaves que abrem as possibilidades de se seguir adiante em busca da realização plena no amor. 

O Amor não é tão fácil como se pensa...ele está ali, mais as vezes totalmente inacessível!

O Amor é como um rio delicioso num dia ensolarado. O mistério do amor está exatamente no fato de não podemos pensar no amor, assim como o Rio, nem tão pouco explicá-lo, temos apenas que ter coragem e mergulhar fundo. Quanto mais fundo, melhor. 

O Amor é silêncio e ação.

É gestos, atitudes, intimidade, carinho, caricias, toque, contato, expressão, mais sobretudo é inspiração, é encontro, é sentir o momento certo. É uma arte.

A Amor tem uma linguagem própria e devemos aprendê-la, se quiser experimentar a felicidade plena.

Amar é um desafio que tem suas recompensas.

Cida Medeiros

Dar e Receber entre casais

É interessante que num relacionamento o cuidado de um em relação ao outro enriquece por demais o relacionamento. Mas é certo dizer que existe uma dose a ser aplicada nessa forma de expressar o amor entre duas pessoas.

É preciso ter equilíbrio entre o dar e receber o amor.

Também é muito importante que um aprenda a ouvir o outro e é preciso que aprendam a ver um a outro além de sí mesmo.

Nesse cuidado entre dar e receber amor está a compreensão de não infantilizar o outro, pois se isso acontece o casamento fica em risco.

Além dos emaranhamentos comuns que cada um trás de seus antigos vínculos afetivos e mesmo da familiar de origem é preciso observar a forma que o relacionamento acontece no momento presente.

No amor, todos são relativamente aprendizes e só o tempo é capaz de provar isso.
Cida Medeiros

A diferença entre solidão e estar só.

"Acredito que os filósofos voam como as águias e não como pássaros pretos. É bem verdade que as águias, por serem raras, oferecem pouca chance de serem vistas e muito menos de serem ouvidas, e os pássaros pretos, que voam em bando, param em todos os cantos enchendo o céu de gritos e rumores, tirando o sossego do mundo. "
(Galileu Galilei)

Para quem sobe a montanha a visão é sempre muito ampla. Porém, poucos tem a coragem de ir tão longe. Garantir a segurança do conhecido é mais comum, ir além é para poucos.
Cida Medeiros 

Existe uma sutil diferença entre estar só e sentir solidão. A solidão é o vazio. E a desconexão com o Divino e o desamparo do Ser. A solidão dói. É estar no deserto com sede e com fome. É o estar fechado. É uma falta.

Estar só é uma opção. Pode ser um só de pessoas, de cotidianidade, de trivialidades e tantos outros, mas difere da solidão. O Sentido interior desse estar "só", é acompanhado, sintonizado com um estado interno de pertencimento, de vida e resulta em Paz. É a felicidade de estar em conexão com a Fonte do Ser. 

Não deixa de ser um grande serviço humanitário, silencioso, sem muito ibope, mas que ancora verdadeiras estações de luz para permitir a vinda de outras consciências luminosas entre os humanos. É realizar um obra, que é divina e transcende a compreensão comum. E às vezes, a pessoa que está só, se sente bem, realizada e nem tem tanta consciência do que acontece em outros  planos da sua multidimensionalidade. O ser que tem consciência de sua condição multidimensional, é um Ser Humano "Desperto", um raro atributo humano.

O fio que nos conecta com o "Ser" alimenta o sentido interior de completude e de paz, o nosso Ser Interno é carregado de luz espiritual é repleto de ondas do divino e toca a sonoridade de Deus.

Não é um lugar de julgamentos, de moral, de criticas, de pensamentos, de ideias ou falação interna, é um campo atemporal que vibra todas as possibilidades do Divino em nós. É o silêncio que contempla a morada de Deus.

Até poderia dizer que o silêncio interior, qualidade de uma pessoa que medita, é a chave que abre a porta para sintonizar-se com o Ser, o Ser individual, é uma dimensão anterior ao Campo do Ser, onde reuni-se as notas individualizadas de vários Seres e esses compoem a melodias das esferas.

É certo dizer que precisamos abrir os Portais do Coração. Só o Amor é capaz de conduzir a tal experiencia do sublime. O Silêncio Interior é a chave, mas só o amor é o tapete que dá o norte e que conduz as esferas espirituais do Ser.

Feliz daquele que é capaz de sustentar um pedacinho desse campo de luz. É poder ser um veiculo que amplia consciências e produz possibilidades.

É aquele que pode abrir uma porta e dizer:
-"Vem cear comigo. Partilhar as bençãos do divino. Comungar a alegria de estar junto. Banhar-se nas águas sagradas e perfurmar-se no aroma indiscritivel dos campos floridos até que possa abrir-se naturalmente a "Flor do Lótus Celestial" e contemplar a "Jóia Divina" de rara beleza.

E depois, carregar em seu Ser, o aroma que marcará sua presença no éter imortal da eternidade.

Cida Medeiros

Que Maravilha Viver - Simone



Uma homenagem ao amor.

À todos que ainda possuem a coragem de amar.
De não só amar, mas também, demonstrar esse amor.
Aos que amam, aos que amaram e aos que ainda amarão!


Cida Medeiros

Feliz Páscoa!



Esse lindo video recebi de uma querida amiga na Jornada de Luz: o que quero prestar meu singelo e humilde reconhecimento e dizer: -"um autêntico Servidor da Luz" - na modéstia, na reserva, no silêncio, no serviço desinteressado e em sua presença amorosa e gentil.
Achei lindo e resolvi partilhar aqui no meu blog, com os amigos leitores.
Mas, também quero aproveitar e mandar meu abraço à todos que estão além mar! Com Amor! Cida Medeiros

Sobre a Constelação Familiar com Cida Medeiros


Gente querida,

O primeiro encontro realizado na Paz Geia, a convite de Carminha Levy, foi um sucesso.

Gratidão Infinita e Eterna a minha querida Mestra Carminha Levy, a qual eu honro com profunda reverencia.

O diferencial desse encontro foi a Jornada Xamânica ao toque do tambor e com ajuda do animal de poder.

Começo, meio e fim.

No fim, todos saíram bem, apesar da profundidade do trabalho e por toda a mobilização emocional.

Esperei alguns dias para conversar com a cliente que colocou sua questão para saber como ela estava.

O que ela pode observar e uma mudança de atitude, um aumento da auto-estima e muitos insghts.

A cura foi entre os bisavós. Restabelecendo o fluxo curativo, ela pode receber uma força e reconhecer a sua história, de seus antepassados e o destino.

Nosso próximo encontro será dia 17 de abril, já temos uma inscrição e ainda há uma vaga.

Portanto, quem desejar fazer esse trabalho comigo deve já providenciar suas inscrições.

Raramente divulgo meu trabalho, pois já há anos atendendo em consultório, sempre tenho indicações.

Mas estou abrindo mais frentes de trabalho.

Inclusive tenho idéia de levar esse trabalho para outras cidades ou grupos. Quem quiser, ou tiver interesse é só entrar em contato.

Cida Medeiros

Canto Della Terra



Ao ver e ouvir esse video, senti Deus. Como não sentir o Divino? Espetacular!
Amo tudo isso!
Um pouco mais de amor, sensibilidade e arte aqui no meu Blog!
Compartilhando com você que veio até aqui!
Obrigado!

Cida Medeiros