O Conhecimento

O conhecimento é fundamental e segundo a dialética, existem três modos de se chegar a ele.
O primeiro é a Tese, na sequência transforma-se em antítese e através da tese e da antítese chegamos na síntese.
E isso se dá, não quando chegamos a uma opinião ou simplesmente a uma objeção qualquer, mas quando, se chega a um novo conhecimento.
Quando o conhecimento emerge resulta numa grande diferença. É algo construtivo.
Então se estamos falando sobre um assunto qualquer é uma pessoa tem uma compreensão diferente em relação aquele assunto é através do diálogo que o outro diz o sua forma de ver e entender aquela mesma situação, então, disso, pode resultar numa síntese, isto é, num novo conhecimento, o que é extremamente enriquecedor, para ambos e para todos os envolvidos.
A objeção é algo muito rápido de se alcançar, agora o conhecimento leva mais tempo.
Por isso, é sempre muito importante agir de maneira desapaixonada, pois isso, permite que algo de novo possa surgir.
As vezes, abrir mão das convicções ajuda a fortalecer o sentido de aprendizado e de
crescimento.
Pois, convicções arraigadas, são portas fechadas para que o divino, o espiritual ou o Self possa manifestar novas formas de compreensão.
Enquanto que a "postura de entrega", resulta numa porta aberta, para que o Transpessoal possa manifestar algum nível de informação muito mais abrangente e muito mais rica que a postura anterior.
É uma boa reflexão, pensar em como cada um se abre ao novo, ao mesmo tempo que temos a postura de honrar e reverenciar o passado como parte de um movimento de vida que tem seu lugar na história.
Devemos ser gentis com a vida.
E devemos amar o velho e abrir ao novo como meios de crescer e viver novos paradigmas que nos levem a uma abertura maior de vida.

Por Cida Medeiros
Todos os direitos reservados.

Tempos de Abundância

Em viagem xamanica, o búfalo veio dar sua mensagem.
Trazendo a noticia que todas as promessas e profecias estão sendo cumpridas, com isso, anunciando um tempo de plenitude e abundância para todos.

MANIFESTE SUA PAZ EM SÃO PAULO E SÃO BERNARDO DO CAMPO em 2/8/2009


É HORA DE UNIRMOS NOSSAS INTENÇÕES EM PROL DA PAZ
Chegou a vez de ativarmos esta vibração em São Paulo e São Bernardo do Campo!!!
DIA 2/8/2009
8h30 - PARQUE DA JUVENTUDE - EM SÃO PAULO
Estão todos convidados para no dia 2 de agosto de 2009 estarem no parque da Juventude (próximo ao metrô Carandiru) às 8h30, com uma camiseta branca para celebrarmos a passagem da CHAMA DA PAZ por São Paulo.
Juntos celebraremos e em uma grande egrégora reafirmaremos nosso compromisso com os propósitos da Educação de Paz.
Para festejarmos este momento especial, teremos a participação de alguns amigos e convidados, entre eles: a cantora lírica Maude Salazar e Válter Pini.
10h00 - CARREATA de SÃO PAULO até SÃO BERNARDO DO CAMPO


A partir das 10h00 faremos uma carreata (e todos que quiserem poderão acompanhar) para levarmos a CHAMA DA PAZ  até São Bernardo do Campo.
E A FESTA CONTINUA EM SÃO BERNARDO DO CAMPO...
Ao final da III ½ Maratona a CHAMA DA PAZ será recepcionada pelo IRJ – Instituto Ricardo Juncker e por autoridades antes da premiação dos Atletas, dando início as festividades de Comemoração do 459° Aniversário de São Bernardo do Campo.
A cerimônia será no Ginásio Poliesportivo Adib Moyses Dib.


PARTICIPE E REFORCE ESTE CONVITE!!!


CONVIDE MUITAS PESSOAS!!! Chame seus familiares, amigos, colegas, vizinhos, ... Vamos lotar o parque!!!
É só comparecer no Parque da Juventude (próximo ao Metrô Carandiru) as 8h30 no dia 02/08. Evento gratuito.
Juntos vamos dar nosso APOIO À PAZ!
Se quiser ir mais além - traga flores, lenços, fitas ou bandeiras brancas (faça a sua!!!) - para marcarmos ainda mais este momento especial que conclama toda a humanidade a se unir em prol da PAZ MUNDIAL!
SAIBA MAIS...




Esta celebração acontece nos meses que antecedem o II Festival Mundial da Paz.
A Chama da PAZ esteve em vigília em Florianópolis, desde o I Festival Mundial da Paz em setembro de 2006 e em abril de 2009 passou a percorrer várias unidades da UNIPAZ do Brasil e no mundo. Assim será, até que chegue em Goiânia, no dia 04 de setembro de 2009 para abrir o II Festival Mundial da Paz, que realizar-se-á do dia 04 ao dia 07.






ACESSO AO PARQUE DA JUVENTUDE
Endereço:
Entrada do Parque Esportivo
Av. Zaki Narchi, nº 1309Santana – São Paulo – SP
Obs.: Há estacionamento gratuito no local.
Ponto de Encontro:
Estaremos no centro do Parque da Juventude, ao lado da quadra de tênis.
Para mais detalhes sobre o parque, acesse:







ACESSO AO GINÁSIO POLIESPORTIVO ADIB MOYSES DIB
Endereço:
Av. Kennedy¸1155
São Bernardo do Campo – SP



ORGANIZAÇÃO:
Para obter mais informações da parte do evento que ocorrerá em São Paulo:
UNIPAZ - SP Capital
Universidade Internacional da Paz de São Paulo Capital
Agindo Localmente para Mudar Globalmente
Site: www.unipazsp.org.br
E-mail: contato@unipazsp.org.br
Tel/Fax: (11) 5083 4278

Para obter mais informações da parte do evento que ocorrerá em São Bernardo do Campo:
IRJ – Instituto Ricardo Juncker
Telefone: (11) 4122 1299




APOIO:
Prefeitura de São Bernardo do Campo
Secretaria de Esportes e Lazer
APOIO MUSICAL EM SÃO PAULO:

Maude Salazar site: www.maudesalazar.com.br


PARTICIPE TAMBÉM DO II FESTIVAL MUNDIAL DA PAZ e
DO XI CONGRESSO HOLÍSTICO INTERNACIONAL

 

Mais informações: www.festivalmundialdapaz.org.br/


Animacoes GRATUITAS para seu e-mail – do IncrediMail! Clique aqui!

O Sentido da Vida

Qual será verdadeiramente o sentido da existência humana?

Por que será que as pessoas se encontram?

Para que?

A fim de que?

Qual o sentido da vida?


Das dificuldades, dos desamores, dos sofrimentos?

Uma boa reflexão, se você quiser me contar, deixe seu depoimento aqui no meu blog, registre aqui para todos os leitores desse blog espalhados pelo mundo afora.

Talvez sua história, possa não ter sentido para você, ou para algumas pessoas que não conseguem lhe compreender, mas com certeza terá muito sentido para alguém. Quem sabe para muitas outras pessoas.

Pode ser bom alguém lhe ouvir, pode lhe fazer sentido, e no fim, você pode se surpreender descobrindo que sua vida ganha um sentido novo quando ela pode estar a serviço de outras pessoas, a serviço da descoberta de um novo sentido para a vida.

Conte a sua história.

Sempre haverá um bom ouvido, para acolher o seu viver.

E sempre haverá alguém que lhe ama verdadeiramente a ponto de se importar com você.

Acredite.

A vida pode ser dura, severa e muitas vezes até muito cruel, mas ela sempre deixa um jóia coberta de poeira ao seu redor, basta ter paciência, amor e cuidado para descobrir os tesouros que se encontram por trás da simplicidade da vida.

É...a vida tem dessas coisas...

Por Cida Medeiros

Caminhos por Cida Medeiros

Quando ficamos muito para fora de si mesmo, vemos muitos caminhos e perturbamos o nosso interior com inquietações mil.
Todos os caminhos externos são possibilidades de expressão da vida.
Por isso, caminhar centrado em si, em contato com nosso universo interior, nos dá a possibilidade de encontrarmos as chaves que nos livram das prisões dos condicionamentos sociais.
Das armadilhas da mente, muitas vezes escrava de memórias.
Dos apegos.
Dos sentidos condicionados.
E da forma.
E com isso, encontramos o melhor caminho. O caminho de dentro, em ressonância com o Ser, com o Self, com a Presença.
Amar primeiro aquilo que vem primeiro, isto é, nós mesmos.
Depois espalhar o amor.
Pois assim ele pode ser mais profundo e verdadeiro.
Agora amar a si mesmo, sem ser egoísta, egocêntrico ou narcisista, já trata de uma outra dimensão do amor. Uma natureza mais incondicional de um amor que é mais livre.
Porém capaz de se relacionar, dialogar, trocar, expressar verdades internas sem medo.
Quando alcançamos muita autonomia interior, sentimos um amor mais desprendido, mais livre, mais de pessoas inteiras e maduras. É por isso, mas compreensivel e empático.
Não precisamos viver isolados em si mesmo, mas podemos estabelecer vínculos numa outra qualidade de amor e não de dependência, simbiose, ou de dor emocional por desejar que o outro preencha nossas expectativas infantis em relação ao amor.
O amor assim, e de uma outra ordem, é quando existe uma escolha, consciente.
E assim é, mais uma das inúmera formas de se ver as coisas e de entender a vida.
É o ser humano tem dessas coisas.
Por Cida Medeiros

Dia do Amigo


Hoje recebi vários email declarando que hoje é o dia do amigo.
Porem sei, que todo dia é o dia do amigo.
E por isso, sempre recebo email dizendo sobre o dia da amizade.
Para mim a amizade é muito importante, acredito ser o mais importante.
Vai além do titulo de amigo que se dá alguém que você conhece e sente uma afinidade um companherismo, um cumplicidade e uma fideldade entre si.
Existe uma outra natureza de amizade que sinto ser a mais nobre de todas e diria até que é uma virtude espiritual.
É a atitude de amizade que podemos ter com todos os nossos semelhantes.
Ser amigo é querer bem ao outro.
E dizer coisas que dizem respeito ao bem estar e ao crescimento.
Ter amizade é ter um bem querer.
Podemos ser amigos de nossos pais, de nossos irmãos, de nossos mestres, de nossos vizinhos, do conjugue, enfim, podemos ser amigos de todos, porque nesse caso a amizade que me refiro é de natureza espiritual é um exercício refinado do amor.
É portanto é nobre.
É belo.
Cida Medeiros

Tarefa Interna

"O ser humano vivência a si mesmo, seus pensamentos, como algo separado do resto do universo - numa espécie de ilusão de ótica de sua consciência. E essa ilusão é um tipo de prisão que nos restringe a nossos desejos pessoais, conceitos e ao afeto apenas pelas pessoas mais próximas. Nossa principal tarefa é a de nos livrarmos dessa prisão, ampliando o nosso círculo de compaixão, para que ele abranja todos os seres vivos e toda a natureza em sua beleza. Ninguém conseguirá atingir completamente este objetivo, mas lutar pela sua realização já é por si só parte de nossa liberação e o alicerce de nossa segurança interior". (Albert Einstein)

Sabedoria e Virtude


"Assim como as pedras preciosas são tiradas da terra, a virtude surge dos bons atos e a sabedoria nasce da mente pura e tranqüila. Para se andar com segurança, nos labirintos da vida humana, é necessário que se tenham como guias a luz da sabedoria e virtude." (Sakyamuni).

A Corça e a Gentleza por Cida Medeiros

Conta a lenda que a Corsa estava passeando em suas pradarias quando ouviu um chamado.
Era o Grande Espírito soprando em seus ouvidos, para que ela fosse encontrá-lo no topo da Montanha.
E a Corsa, tão gentil, tão carinhosa, tão meiga, começou de imediato a sua Jornada rumo à morada do Grande Espírito.
Mal sabia, que ao subir a montanha, encontraria um terrível mostro, horrível, dantesco, grotesco, a mais temível e horripilante criatura.
Esse Demônio tinha a missão de impedir as pessoas e qualquer criatura de chegar ao Grande Espírito.
O Demônio era temível e assustador com seus rugidos e gestos enlouquecedores e gritos que assustavam a mais forte criatura e a faziam fugir de medo, com isso, ele se sentia cada vez mais forte e poderoso. Quase que imbatível. Todas as criaturas temiam e fugiam sem sequer ter coragem de falar sobre o assunto com quem quer que seja.
Porém, pasmem... A Corsa gentil e amorosa, não sentiu nenhum medo, apesar do Grande Demônio começar atemorizá-la, cuspindo fogo e fumaça negra, com gestos enlouquecidos, sobre a pobre Corsa, e com tantos gritos assustadores que assombravam toda a região.
Qualquer criatura da face da terra iria sair correndo e morreria de susto e de medo ao deparar-se com aquele temível demônio.
A Corsa Gentil e Amorosa, com seu olhar terno e cheio de compaixão, fitou o Demônio nos olhos e com tranqüilidade, respeito, amor e compaixão, simplesmente disse:
- Por favor, deixe-me passar, estou indo ver o Grande Espírito.
O Demônio, não acreditou...
...não acreditou no que estava vendo e de tão perplexo que ficou, fitou-a novamente.
E isso, simplesmente foi desmontando o temível demônio, ele ficou até meio sem graça, desconcertado e enquanto cedia internamente, o seu coração de pedra, começava a amolecer, e aquele olhar amoroso foi penetrando gentilmente no coração endurecido e foi dissolvendo, dissolvendo, dissolvendo, desmanchando-se em fio d’agua, formando um lago, que foi descendo pelas entranhas da montanha, purificando-se no meio do caminho e chegando as pradarias em forma de águas profundamente curativas e regeneradas pela força do amor.
E então, aquele coração triste, amargurado, ferido, que vociferava nos quatro cantos do mundo, assuntando a todos com seus gritos horripilantes e que carregava toda a dor, todo o ódio e toda maldade humana se viu rendido pelo olhar amoroso e gentil daquela humilde criatura que ouvindo o chamado do Grande Espírito, pode servir de forma tão generosa e ao mesmo tempo tão humilde, tão entregue, tão confiante na força do amor.
E assim, a Corsa, abriu caminho para que todas as criaturas pudessem a seu exemplo, confiar no chamado do Grande Espírito e pudessem beber das águas dos rios, que descem das entranhas da montanha, que comovidas com a gentileza de tão humilde criatura, ofertaram seus mistérios sagrados à serviço do Dom da Vida e da Força do Amor por todas as Criaturas.
Por Cida Medeiros

Sábado, 18 de julho de 2009 às 13:56m

Whales, Dolphins and Chakras - Lemurian Returns


Caros amigos, companheiros de jornada, amigos em diverso planos de consciência, seres cientes, acordem a alma em planos mais elevados de sabedoria, despertem o Ser, limpe as nuvens de ilusões. Para que possamos sentir, no alvorecer do dia, a luz da consciência brotar e acordar o sentido interior de que somos Luz, que somos todos irmãos e que vivemos no propósito elevado de sustentar tudo isso em nossas personalidades terrenas, cumprindo a missão de gerar amor e harmonia em todas as nossas relações. Sermos amor e consciente em ação. Incluindo todas as formas de vida em nossos corações e amparados todas na luz.

Cida Medeiros

Alma Imoral

A peça de Teatro Alma Imoral de Nilton Bonder, com Clarice Niskier está de volta no Teatro Eva Hertz, na Livraria Cultura, vale a pena Assistir, se quiser pode comprar o ingresso atraves desse link:

Bilheteria On-line

Continua sendo as Segundas e Terças as 21:00hs e o Ingresso custa R$ 50,00.

A peça é baseado no livro Alma Imoral de Nilton Bonder e traz a tona reflexões a respeito da Alma como sendo imoral.

Questões como Tradição e Transgressão, a Traição, e que o ser humano além de procriar deve procurar transcender a si mesmo.

Segundo o pensamento de Bonder, “não existe tradição sem traição assim como não existiria traição sem tradição”.

Clarice Niskier consegue manter a atenção do público o tempo todo, com leveza, beleza, humor e interagindo com a plateia.

Essa peça de teatro foi recomendado pela minha querida Aidda Pustilnik e quero dizer que valeu muito a pena ouvi-la.

Vale a pena. Eu também recomendo.

Cida Medeiros

"KODOISH KODOISH KODOISH ADONAI TSEBAYOTH"

MANTRA "KODOISH KODOISH KODOISH ADONAI TSEBAYOTH

É um mantra que expande amor, luz e paz.

MANTRA "KODOISH KODOISH KODOISH ADONAI TSEBAYOTH"

(Kodóich, Kodóich, Kodóich
Adonói Tsabeyót = Santo, Santo, Santo é o Senhor , Soberano do Universo)

O mantra Kodoish, Kodoish, Kodoish Adonai Tsebayoth une todos os
biorritmos do corpo (personalidade encarnada) com os ritmos espirituais do corpo do Eu Superior (Ajustador de Pensamento), de modo que todos os sistemas circulatórios operem como um batimento do coração cósmico. O mantra Kodoish, Kodoish, Kodoish Adonai Tsebayoth deve ser feito para discernir entre as forças celestiais espirituais e as "negativas".

A saudação ativa um padrão de ressonância com o Trono do Pai que as "forças negativas" não conseguem
suportar quando cumprimentadas com esta saudação. Esta saudação é tão forte que as "forças negativas" não conseguem permanecer nem por um lapso de tempo na presença de sua vibração. O mantra Kodoish, Kodoish, Kodoish Adonai Tsebayoth cria distorções temporais-mentais- espirituais dentro de nosso
corpo, que nos permitem crescer de um pequeno microcosmo ao nível próximo da Divindade. O mantra Kodoish, Kodoish, Kodoish Adonai Tsebayoth é a chave da transformação e a vibração central coordenando todas as vibrações com o veículo espiritual do Homem.

Fonte:Keys of Enoch*Chaves de Enoch - Dr. J.J. Hurtak

Verbalizem este Mantra: "Kodoish Adonai Tsebayoth (PRONÚNCIA CODOICHE
ADONAI SABAIÓS)

Repitam, muitas vezes....
Kodoish, Kodoish, Kodoish Adonai Tsebayoth
Kodoish, Kodoish, Kodoish Adonai Tsebayoth
Kodoish, Kodoish, Kodoish Adonai Tsebayoth

(Tradução: Santo, Santo, Santo é o Senhor Deus das Hostes!)
SIGNIFICADO: Saudação usada em planos superiores - Santo, Santo,
Santo, é o senhor das Hostes (do Universo).

BENEFÍCIO: Traz vibrações elevadas, ajuda em processos de cura e eleva a
consciência

O MANTRA KODOISH é ofertado por elevados Seres de Luz, esse mantra tem
poderes transmutadores e pode ser invocado para proteção pessoal e de
ambientes

Kodoish, Kodoish, Kodoish Adonai Tsebayoth

Filhos queridos, ao pronunciardes este mantra, freqüências densas são
elevadas muitas oitavas acima.

Toda vez que ocorre a verbalização desse mantra, essências de luz que
estão muito distantes de vós, ouvem.
Portanto, queridos, se desejais limpar os vossos lares e/ou os ambientes
em que se encontram - sejam quais forem - utilizeis esse sagrado mantra.

Esse mantra é imemorial. Todos os povos antigos e sagrados o conhecem. Nós
o trouxemos às vossas mentes e o ancoramos em vossos planos, como quem
ancora diretamente o Fogo Divino e presenteia às Essências Divinas aqui viventes
com essa via de proteção.

Assim, entende-se a necessidade de uma verbalização definitiva e
determinada que consagre e eleve este mantra para que ele ecoe em todas as partículas que compõem o ar e possa então transmutar cada uma dessas partículas, inclusive as de vossos corpos físicos.

Este mantra pode auxiliar-vos a transmutar o vosso material genético, e
neste aspecto temos muitos seres que estarão aqui para vos auxiliar, basta
apenas entoá-lo.

EU SOU Lord Metatron

Amigos, companheiros na Luz e Mestres. Refiro-me a vós, encarnados, uma
vez que sois os Mestres com os quais podemos contar para a construção dessa
nova humanidade que se inicia.

Peço, como venho pedindo há longo tempo, que acreditem na vossa Essência
Crística, na vossa Presença Divina e no vosso poder.Mais do que nunca,
após tantas eras, se faz necessária a confiança e a fé em vosso poder. Irmãos,
filhos, companheiros; acreditai, acreditai, acreditai e alegrai-vos,
alegrai-vos, alegrai-vos pela vida, como vosso mestre Jesus Sananda bem o
disse.
Diríamos hoje que a vossa vida é a jóia mais preciosa que tendes.
Repitam muitas vezes o mantra Kodoish..
Fiquem na Paz, na Luz, envoltos no amor de Deus-Pai-Mãe.
EU SOU Melchidezek

Recebi da minha amiga Maria Emilia Macedo e senti que seria interessante postar aqui no meu blog.

Cida Medeiros

Mercedes Sosa - Solo le Pido a Dios


Então vamos rezar para Mercedes de Sosa, e pedir a Deus.
Cida Medeiros

Eu só peço a Deus
Que a dor não me seja indiferente
Que a morte não me encontre um dia
Solitário sem ter feito o que eu queria

Eu só peço a Deus
Que a injustiça não me seja indiferente
Pois não posso dar a outra face
Se já fui machucado brutalmente

Eu só peço a Deus
Que a guerra não me seja indiferente
É um monstro grande, pisa forte
Toda foram de inocência desta gente

É um monstro grande, pisa forte
Toda foram de inocência desta gente

Outras Visões sobre o Despertar

Os Toltecas originários do Sul do México eram conhecidos como Sábios. Cientistas e Artistas formavam uma sociedade para explorar e conservar a sabedoria espiritual e as práticas dos povos antigos.
Nagual é o termo utilizado para referir-se ao Mestre, um Xamã ou Curandeiro , por carregar a sabedoria ancestral.
Toda essa sabedoria era passada e foi transmitida através de gerações de diferentes linhagens de nagual.
Toda tradição esotérica espalhada pelo mundo a fora, honra os princípios de respeito por todos os mestres espirituais espalhados pelo mundo todo e de todas as épocas. Embora os toltecas seguia a mesma tradição, eles não se caracterizam por ser uma religião.

Conta a história que havia uma pessoa que estava se preparando para ser um Xamã. Um dia ao dormir, sonhou que viu o seu próprio corpo dormindo, Saiu da caverna numa noite de Lua nova e o céu estava repleto de estrelas. Então algo aconteceu dentro dele mesmo que mudou completamente sua vida. Olhou para seu corpo e escutou sua própria voz dizendo: "Sou feito de Luz; sou feito de estrelas".

Ele se viu como um Ser feito de Luz e de Estrelas. Percebeu ao olhar novamente para o céu que não eram as estrelas que criavam a luz, mas que a luz vinha antes e que as criava. É que tudo era feito de Luz. É que luz é a mensageira da vida e por ser viva contém todas as informações.

Refletindo sobre sua descoberta, percebeu ao contemplar o universo, que embora ele fosse feito de estrelas, ele não era uma estrela. E sim o que existia entre. E assim chamou as estrelas de tonal e a luz entre as estrelas de nagual, soube que, o que criava harmonia entre os dois é a Vida ou a intenção. Sem a Vida, o tonal e o nagual não poderiam existir.

A Vida é a força do absoluto, do supremo, do Criador que cria tudo.

E esse Xamã, então descobriu que tudo o que existe é uma manifestação de DEUS. Tudo é Deus.

E ele chegou à conclusão de que a percepção humana é apenas a luz que percebe a luz.

E viu que a matéria é um espelho, tudo é um espelho que reflete a luz, e cria imagens dessa luz, que é o mundo da ilusão, o sonho é apenas fumaça que não permite que enxerguemos o que realmente somos.

O verdadeiro nós é puro amor, pura luz.

Com essa compreensão passou a ver que tudo o que existe é expressão de vida através de tonal e nagual, em formas diferentes e que por isso era possivel criar bilhões de manifestações da Vida.

E com isso esse homem, que era aprendiz de Xamã, obtendo tamanha revelação, não pode mais ser o mesmo, ele via o mundo com outros olhos, não julgava mais as pessoas, e não era mais como os outros. Algo dentro dele havia entrada em comunhão com a sabedoria do universo e ele já poderia ler, direto da luz que é mensageira da vida e pulsa a vida, em todas as formas. Ele então era um Xamã.

Ele entendia muito bem as pessoas, porém, ninguém conseguia entendê-lo.

Percebeu que era um espelho para as outras pessoas, um espelho no qual podia observar a si mesmo. Mas, no entanto, apesar de ver a si mesmo em todos, ninguém o viu como eles mesmos. Por isso, pode entender que todos estavam sonhando, mas sem consciência, sem saber o que realmente eram e nem o que se passava com eles mesmos.

As pessoas não podiam enxergar como eles mesmos, porque havia uma parede de nevoeiro entre os espelhos. E essa parede era construída pela interpretação das imagens de luz – O sonho dos seres humanos.

Ele sabia que poderia esquecer todas as visões e ensinamentos que obtivera em sua viagem, então, resolveu chamar a si mesmo de Espelho Enevoado, para que sempre lembrasse que a matéria e espelho e que a névoa do meio é o que impede de saber quem somos.

Ele dizia, Sou o Espelho Enevoado, porque estou vendo a mim mesmo em todos vocês, mas nós não reconhecemos um ao outro por causa do nevoeiro entre nós.

E assim nascia a compreensão da ilusão, os que os Toltecas chamam de mitote e os Indianos de maya.

Este texto foi inspirado na leitura do livro “Os quatro compromissos” de Don Miguel Ruiz, um Nagual da linhagem do Cavaleiro da Águia.

Vivemos identificados pelo nevoeiro que pousa entre nós.

Despertar em si, significa sair da identificação de maya ou de mitote, e ver a luz, e reconhecer a luz, saber que somos feito de tonal e de nagual que combinados e harmonizados entre si, pulsam a vida em sua expressão.

Que a Luz é mensageira da Vida, que contém em sí todas as informações, e que todos nós podemos ouvir a luz, direto da fonte.

Ver o outro como a si mesmo, como espelho de si mesmo, sem o nevoeiro, é a expressão da luz e luz é amor, ela une, partilha, compartilha e cria pontes entre pessoas.

Ver o outro como espelho de si mesmo, tendo incorporado dentro de si a compreensão de ser feito de estrelas e do que existe entre as estrelas e que a luz propaga e transmite a vida e conectar-se ao outro a partir da mesma compreensão é viver em paz. É estar a serviço do todo e da vida humana.

E em comunhão com a sabedoria dos ancestrais é estar de bem com a vida.

Compreender os limites de cada um.

Ver cada um como expressão de Luz e igual a sí mesmo, nos conecta com outra dimensão da experiência humana.

E então, estaremos falando do Despertar, do Ser, da Essência.

Pela compreensão de que somos luz e luz é informação, portanto Vida.

Esse texto está de certo modo em sintonia com os ensinamentos da DEP, que também, inspira-se nos grandes mestres de todas as tradições do mundo e propõe um caminho iniciático para Despertar o Ser Essencial e viver a partir da sintonia com o Ser.

Assim também, como os ensinamentos do “Velho Sábio”, que há em mim, que despertou a Jornada de Auto-Conhecimento e da Sabedoria dos Povos Antigos e me fez correr o mundo e estar em contato com outros grandes Xamãs.

Por Cida Medeiros

Todos os direitos reservados. Pode-se reproduzir o texto desde que citado a fonte.

INVOCAÇÃO PARA OS MOMENTOS DE CRISE E TRANSIÇÃO

Da minha querida Celene Thaumaturgo, dando a ela os devidos creditos, e disponibilizando aos meus queridos leitores essa invocação para ser lido nos momentos de crise e de transformação.

FAÇA-SE A LUZ.


INVOCO a Grande Luz emanada pelo Grande Arquiteto Universal.

Que brilhe em cada mente humana preparando e conscientizando a todos do seu poder interior de alcançar o equilíbrio, a lucidez, a tranqüilidade e a transformação interior.



Que possamos passar pelas turbulências momentâneas que assolam o planeta, em cada lar na face da terra, de forma a trazer para cada um a certeza de que tudo muda. Que a dor existe, mas há também alegria e prazer e que acima de tudo temos escolha.



Que possamos assistir a tudo sem nos deixar influenciar, nem abalar, pelos desequilíbrios coletivos e mundiais. Mas sim, superar as dificuldades estimulando a criatividade para ultrapassar o medo com confiança e coragem.



Que possamos superar as dores e as aflições mantendo a fé e o amor em nossos corações com a esperança e entusiasmo em nosso olhar.



Que cada alma seja honesta e sincera para sua essência. Que se mantenha dentro de seu eixo focado no amor que recebeu com a vida e que habita o seu coração, a “Centelha Divina”.



Que possamos superar o medo das perdas passadas aceitando o término de cada ciclo, colocando em ação atitudes benéficas e transformadoras para que outro ciclo melhor possa se abrir. Sei Senhor que somente desta forma poderemos mudar a arquitetura de nossas vidas.



Que as almas que estão encarnadas e em processo de evolução possam finalmente perceber o valor do chão que pisam do ar que respiram, dos sentidos usados na palavra que expressam. E no rumo que escolhem na vida. Valorizando cada momento amando a si mesmo.



Que a Divina Presença possa estar em todos os corações e com absoluta aceitação e respeito, entendam e enfrentem os momentos difíceis como aprendizado. E que olhem a passagem de entes queridos, como renascimentos e evolução de suas almas para dimensões paralelas não mais vistas, mas sempre presentes em nossos corações.



INVOCO A minha consciência superior e os guardiões de Luz Universal que se façam presentes em minha alma, meu espírito, minha mente e minhas vontades, que não me deixe cair nas tentações das facilidades mundanas que me tiram do caminho e das virtudes que trago em meu ser.



Que todos os Portais de Evolução estejam abertos e cobertos de Luz para que toda a humanidade possa entrar nos jardins da alegria, do amor e da Unidade que existe entre o “Céu e a Terra da natureza humana”. Porque “assim como é em cima é embaixo e assim como é dentro é fora”.



Que possamos ultrapassar os portais de limitações egoicas e das sombras e adentrar no mundo de luz que habita a nossa essência.



Que desta forma as moléculas de cristais puros e limpos que habitam todo o meu corpo se renovem e possam acordar vibrando em cada célula de meu corpo, com a força mágica de luz, trazendo a cura de meu ser em todas as dimensões que habito nesta terra.



Que seja feita a Vontade Suprema, porque minha alma esta em ressonância com a Divina Presença e a Sua vontade é a minha.



Esta concluído.

Quem gostou e quer conhecer as outras invocações, pode adquirir o Livro das Invocações – Ed. Roca entre no seguinte link:

http://www.editoraroca.com.br/Livro_das_Invocacoes.aspx

(Celene Thaumaturgo (2005) esta Invocação faz parte do segundo livro e não está no “Livro das Invocações – Ed. Roca)

MAHAAVATAR BABAJI,MANTRA RECITING



BABAJI mantra, OM KRIYA BABAJI NAMAHA OM, ouvir e apreciar, A DIVINA mantra para meditação e curar.
Harmonizar o interior.
Pronunciar o nome de Babji varias vezes é um meio de receber um grande benção em sua vida.
Cida Medeiros