Astrologia em sintonia com o "Ser" por Cida Medeiros

É certo que o Sol ilumina, clareia e possibilita a vida.

Na Astrologia o "Sol" representa uma metáfora para o "Self", a "Consciência", o "Eu Superior" e a "Persona".

E a semelhança da natureza, a noite também acontece dentro de cada um de nós, como sendo uma falta de clareza ou de visão. É um mal tempo interior. Um possível efeito de um lua nova ou lua cheia, um eclipse solar ou lunar ou até mesmo um bombardeio de energias planetárias que atrapalham a total lucidez.

O olhar do Astrólogo com enfoque Transpessoal é a visão do ser humano em seu desenvolvimento rumo ao "Despertar", é o estar em sintonia com a "Presença".

É o "Self". É o estado de iluminação. Quando isso acontece, o Ser se Manifesta é pode pulsar no mundo com sua mensagem de luz e pode manifestar a linguagem do céu em suas inúmeras possibilidades e representações, transcendendo a própria linguagem usual.

A Astrologia é uma ciência, é o astrólogo o seu instrumento, com uma forma particular de ver as coisas e de entender o mundo a partir de uma visão sintonizada com o Universo combinada com toda a sua bagagem de vida.

Existem Astrólogos muito técnicos e existem astrólogos visionários, inúmeros jeito de expressar a astrologia a partir de cada forma especial de ser.

Eu entendo mais e mais a astrologia a partir da minha própria experiência e quanto mais o tempo passa, eu percebo o efeito de um aspecto sobre minha vida, e vou amadurecendo com esse olhar mais apurado que a astrologia vem me trazendo ao longo desses mais de 20 anos de estudo.

E quanto mais eu me conheço e vou passando por processos de cura, podendo superar acontecimento dificies de vida, chegado numa geltalt em meu próprio despertar espiritual, eu sinto que vou liberando os bloqueios que existem no meu mapa e com isso, percebo a astrologia com outro olhar.

É certo dizer que um astrólogo com muitos anos de estudo, de vivência e de observação pode tornar-se um sábio, além de um especialista, é claro, tudo depende da capacidade de cada um, de si mesmo, do alcance que se consegue e o quanto se pode ouvir das mensagens dos Deuses Celestiais. Mas que a astrologia pode ser uma grande iniciação, de fato pode.

É certo dizer que as leis que regem a vida humana é de uma natureza e as que regem a vida planetária são de uma ordem superior e nunca podemos saber o efeito exato de um trânsito, o quanto as pessoas estão preparadas para superar ou resistir a um evento ou mesmo quais são as consequências. Mesmo sendo um "aparente" bom evento astrológico.

E quando dizemos isso, estamos falando de pessoas. E cada um se encontra em um estágio de desenvolvimento, num grau de "corporificação da consciência", num nível de desenvolvimento espiritual e em uma possibilidade de despertar ou de estar em sintonia com a Presença ou até de manifestar uma realidade paralela, multidimensional e até ser canal de outras inteligências universais e captar a Mente Cósmica.

Em outras palavras, o quanto a pessoa consegue ficar expandida, sem perder o contato com a realidade, pulsando uma frequência luminosa a serviço do dom da vida.

Mas, a grande maioria está identificado com o mundo da forma, dos desejos, da materialidade e das questões primárias do desenvolvimento pessoal na sociedade.

Mas o efeito de um evento astrológico pessoal, depende de inúmeros fatores, mais sempre diz respeito, a forma que você está se relacionando; com pessoas, com a vida, com o aprendizado, com o ganho, com os valores, com a família, com o amor, com o prazer, o trabalho, os impostos, as obrigações, a justiça, o mundo, a espiritualidade, o casamento, as amizades, o seu propósito de vida, missão, desenvolvimento, consigo mesmo, enfim, é sempre uma questão de relacionamentos.

Portanto é difícil saber as consequências de um fenômeno astrológico. Pois sempre haverá pessoas envolvidas, sempre haverá setores de vida acionados e sempre haverá consequências para o bem ou para o mal, pessoal, familiar, social e coletivo.

As vezes é um choque, as vezes é um desastre, as vezes é um acidente, as vezes uma morte psicológica ou de fato.

Você pode perder uma pessoa, mas também pode perder várias, perde um amor, perde o sentido da família ou da amizade, perde um caminho, uma direção de vida ou perde a vida. Tem Planetas que assumem a responsabilidade por essa lição e dão o toque, são os que acionam os eventos para cumprir objetivos que estão além do entendimento humano.

Até que o sol volte a brilhar e a brisa sopre novamente o vento que aquece e traz a luz que ilumina, que vai clareando o homem ou o espirito, na carne ou sem, não importa, assim é a vida e tudo está a Serviço da evolução da vida e de outras dimensões que estão além do nosso entendimento ordinário das coisas.

O caminho não é do desejo do ego, o caminho é do Ser. A lição é o Desapego.

Existe várias maneiras de se relacionar com essa ciência chamada de Astrologia.

Eu pratico a Astrologia em Sintonia com o Eu Superior.

Como Kupua na tradição Kahuna, e tantas outras iniciações espirituais, o primeiro relacionamento que se dá para que eu possa ser um "Canal" em sintonia com a Mensagem dos Astros ou os Deuses Celestiais é a sintonia com a Alma da pessoa que vem fazer a leitura.

É preciso dessa permissão, é necessário essa integridade.

Eu evoco muito essa energia do Sagrado.

Eu deixo claro a minha intenção de estar a Serviço do Eu Superior.

Eu não trabalho pelo dinheiro e sim pelo amor ao servir.

Com tudo que me custa isso e com todas as compensações.

Eu faço isso em todos os meus atendimentos, inclusive como Terapeuta.

Eu não quero dizer com isso que não possa falhar, pois falhas dependem de inúmeros fatores e com isso me sinto plenamente humana e real, portanto falível.

O que quero dizer é que quando eu respeito profundamente o sagrado que habita em cada ser e dentro do meu coração eu tenho a intenção amoroso e real de estar a serviço da luz, do esclarecimento, da cura, do equilíbrio e da orientação eu me protejo mais de eventuais problemas de "Ego".

Eu tenho e intenção e a atenção cuidadosa de servir com o meus talentos e com toda a ética que me cabe ao meu propósito espiritual que é servir através da orientação, da saúde holística, desde como Psicoterapeuta, Astróloga ou utilizando os Arquétipo do Tarot para iluminar o caminho de que precisa de orientação ou mesmo quando trabalho dentro de um grupo.

E concluo:

O sol que ilumina, também cega.

O sol que aquece, também queima.

Clareia tanto que fulmina, torra e torna sem vida.

Por isso, a vida é um constante aprendizado.

Qual é a medida?

A Sabedoria talvez possa ser uma, a paciência, compreensão, a honestidade, e a pureza em nossas intenções e o amor, sobretudo o amor. Se o amor é verdadeiro tudo supera.

Por Cida Medeiros, assim falei.
Todos os direitos reservados.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Bem vindo! Deixe aqui seu comentário.