Como recuperar partes de Nós que morreram. Por Cida Medeiros


Como fazer para recuperar partes de nós que morreram?

No xamanismo é uma pratica comum fazer um viagem ao som do tambor, viajar entre mundos e buscar a parte da pessoa que ficou presa em algum evento traumático do passado.

Chamamos isso de resgate da Alma, técnica que aprendi com
Maria Luiza Resende e Carminha Levy na Paz Géia.


Mas o que fazer quando não se pode ir a uma consulta e nem pagar os honorários de um Terapeuta Xamã?

Podemos evocar as forças sagradas para fazer a auto-cura.



Despertar o Terapeuta Interno.

Quando coisas ruins nos acontece, sentimos como se uma parte de nós tivesse
morrido, não nos sentimos tão bem, temos a impressão que nós falta algo.

Todo evento traumático aprisiona uma parte de nossa energia.

Por exemplo:

Em uma situação em que fomos agredidos, ignorados, desprezados ou negados, uma parte que queria ter sido ouvida, considerada, apreciada e reconhecida pode morrer.

Fica sem força, sem energia, sem luz.

Se ocorre um abandono, a parte que necessitava ser cuidada e amada pode morrer, ficar vazia, sem luz.

Então, a semelhança de um buraco negro, começa a roubar energia. Alimenta alguma coisa dentro que se instala pela ausência da luz.

O primeiro passa para iniciar o processo de cura, está em tomar consciência do que ocorreu.

Então, dizer a sí mesmo - "Eu morri naquele momento"

- Imaginar-se na situação e reconhecer que num dado momento você entregou todo seu poder para alguém que considerou melhor ou maior que você.

Reconhecer esse ato de desamor. E então:

Evoque o poder curativo da sua Alma, do seu Eu Superior, da Presença ou do Divino que habita em seu Ser. Faça a conexão, evoque a consciência para iluminar e clarear tudo dentro de você.

Você pode utilizar-se de uma prática muito conhecida pelos Kahunas, chamada de Hoo'ponopono que é simplesmente olhar para essa parte de você mesma que se encontra enferma e dizer:

- Eu te amo, Eu sinto muito, Por favor me Perdoe, Obrigada.

Isso traz do seu Eu Divino a força de cura.

Se for preciso e sentir necessidade, veja recuperando a parte de você, na cena, no local, no evento e traga de volta, coloque em seu coração, e diga a si mesmo:

- Eu não morri naquele momento. Eu estou viva! Eu me sinto inteira. Agora estou em paz. Eu recupero meu poder. Estou alinhada com meu eu divino. Esta tudo bem. Eu me amo.

E por fim, jogue essa memória no fogo sagrado do Espírito Santo.

É uma maneira de enfrentar uma situação e recuperar a saúde emocional, mental e espiritual.

Não adianta muito ficar na queixa infantil de algo que não deu certo, devemos nós esforçar ao máximo, buscar os recursos que necessitamos e agir a favor de nossa cura pessoal.

Isso é um ato de amor próprio. E as energias se movimento e a inteligência Divina, aciona o que for necessário para que você encontre o que necessite.

Se for difícil fazer sozinho, procure ajuda. Isso também é uma ato de amor próprio, tenho certeza que seu Eu Divino irá ajudá-lo.

Confie, persevere, você é uma obra perfeita do Divino. Recupere-a.

Cida Medeiros

Um comentário:

  1. You these things, I have read twice, for me, this is a relatively rare phenomenon!
    handmade jewelry

    ResponderExcluir

Bem vindo! Deixe aqui seu comentário.