Conversando com Nossos Parceiros Internos


CONVERSANDO COM NOSSOS PARCEIROS INTERNOS
Sônia Café e Anna Lapin
Pensamento
184 páginas


Para quem estudou Huna comigo, Kahunas ou Xamanismo Hawaiano, ou conhece meu trabalho terapêutico individual ou em grupo ou assistiu algum programa via WEB, ou sente familiaridade nesse tema, vai gostar de ler esse livro e vai encontrar nessa obra conceitos claros sobre o Eu Básico e como relacionar-se com ele, como também a questão da Criança Interior e o Eu Superior. Com exercícios que orientam cada etapa do caminho. Claro, didático, leve e muito bom.

Vale a pena.

Eu li, e recomendo.

Cida Medeiros

Se quiser aproveitar para adquirir, entre no Link abaixo e compre:


Comprar

Aqui vai o que está na WEB sobre o livro e seus autores:

Conversando com Nossos Parceiros Internos convida você a experimentar e descobrir como afeta e é afetado pelos níveis de consciência, que são parte integral de quem você é. Isso pode ser feito de um modo simples e direto quando você percebe que esses níveis são como membros de uma "família interior", prontos para se transformarem em "parceiros" do seu crescimento pessoal e espiritual.

Quando existe parceria, há também cooperação, amor, união e vontade de fazer as coisas derem certo para todo mundo. Do mesmo modo, quando cessa a luta interior e você reconhece que a sua Alma e o seu ego podem criar uma bela parceria no íntimo de sua consciência, suas ações, sentimentos e pensamentos só irão atrair o que de melhor existe para a sua vida, em todos os aspectos.

Este é um livro indispensável para quem quer criar um relacionamento fácil e direto com as dimensões da própria consciência, transformando a experiência de se autoconhecer num relacionamento vibrante, leve e afetuoso.

Conheça quem são esses parceiros internos e transforme definitivamente para melhor os seus relacionamentos consigo mesmo, com as pessoas e com o mundo que o cerca.


Sobre as autoras:
Além de autora, Sônia Café é pesquisadora de temas ligados ao estudo da Consciência e Espiritualidade. Como autora, Sônia Café escreveu títulos como Meditando com os Anjos I e II, O Livro das Atitudes e Transformando Dragões.

Anna Lapin é mestra em Psicologia pela PUC-SP, psicoterapeuta há 32 anos, tendo se especializado em Psicologia Transpessoal. Ela é co-fundadora do Instituto Franco Lapin, local onde tiveram início os estudos com a Parceria Interior nas décadas de 80 e 90. Anna é consultora organizacional voltada para as novas abordagens do relacionamento humano, conselheira e docente da Escola Dinâmica Energética do Psiquismo (DEP).

Joseph Campbell - As Máscaras de Deus - Milotogia Oriental - Vol. II


Titulo: AS MÁSCARAS DE DEUS - MITOLOGIA ORIENTAL - VOL. II (Ilustrado)
Autor: Joseph Campbell
Gênero: Mitologia Oriental
Editora: Palas Athena

Este volume, o segundo dos quatro que compõem As Máscaras de Deus,
começa com uma reflexão sobre o diálogo mítico entre Oriente e
Ocidente: Joseph Campbell mostra de maneira singular o encantamento
onírico da tradição contemplativa oriental - cujo propósito é a
identificação e fusão com o divino. A contrapartida ocidental revela a
separação entre as esferas divina e humana. Aqui, a questão suprema
não é a identificação, mas o modo de relacionar-se com a divindade.
Seguindo uma rota invisível pela qual transitam mitos, ritos e
crenças, este volume aborda as mitologias que se desenvolveram na
Suméria, no Vale do Nilo, na Índia dravídica, védica e budista, na
China taoísta e confuciana, na Coréia, no Tibete e no Japão.

Biografia Huna


Bibliografia básica em português

MAX FREEDOM LONG, "Milagres da Ciência Secreta" (1948), Livraria Kahunas da Paz ( www.geocities.com/kahunasdapaz/livraria.htm)

LEINANI MELVILLE, "Crianças do Arco Íris" (1969), traduzido pela Associação de Estudos Huna ( www.huna.org.br)

SERGE K KING, "Magia e Cura Kahuna" (1983), Livraria Saraiva ( www.livrariasaraiva.com.br)

Sites de Referência em português
Associação de Estudos Huna (www.huna.org.br )
Sebastião de Melo (www.sebastiao.demelo.nom.br )
Aloha International (www.huna.org ), contém textos em português traduzidos por Denise Von Poser
Jean-François M Nahas

Aloha


Aloha é uma palavra com um significado muito importante para os Kahunas e o povo do Hawaii.

Aloha significa - Nos gostamos de você.

O Espirito de Aloha é uma forma poderosa de resolver qualquer problema, atingir qualquer objetivo e também atingir um estado mental ou corporal desejado.

Aloha - Alô ou como vai?

Seu significado profundo é alegria (oha) e repartir (alo) energia vital (ha) no presente (alo).

Aloha tem o mesmo significado sagrado que Axé para os Sacerdotes das religiões afro-brasileiras.

É o mesmo principio, movimentar mana.

HO'OPONOPONO - Limpeza Virtual

Recebi de meu amigo Luiz Fernandes e resolvi postar aqui na integra.




Como se procede a Sessão de Limpeza Virtual Ho'oponopono?

Reunimos na sessão, na sala virtual, para receber a Divina Inspiração, soluções Divinas para nossos problemas pessoais e orientação Divina enquanto limpamos as memórias que compartilhamos. É importante resistir à vontade de se dar conselho, querer resolver problemas ou participar da estória do próximo – isso é o trabalho da Divindade.

Enquanto conversamos ou estamos em silêncio na sessão, a limpeza se procede. Quando alguém fala preste a atenção no que vêm à tona na sua mente, os sentimentos, e limpe em cima disso. São as memórias que compartilhamos sendo reveladas.

A Divindade decide o que é limpo, algo sempre é limpo mesmo que estejamos conscientes ou não disso.

Lembrem-se, um problema é uma memória repetindo uma experiência do passado. 


O Ho'oponopono é um apelo a Divindade para cancelar as memórias que estão se repetindo como problemas. O Dr. Len mantém essa frase em mente sempre; "A paz começa comigo", é o que ele procura praticar sempre embora ainda tropece vez ou outra.

Com o Ho'oponopono estamos assumindo a responsabilidade pelas memórias que compartilhamos com as outras pessoas. Pesquisas mostram que á todo momento existem 11 milhões de "bits" de informação em nossa volta, mas só percebemos 15 "bits", e são em cima desses "bits" que julgamos as coisas! Portanto, não sabemos o que realmente está acontecendo. 


Então dizemos para a Divindade; "Se existe algo acontecendo em mim que me faça vivenciar as pessoas de determinada maneira, eu gostaria de liberar isso." 

Largando de mão essa vontade de consertar as coisas, de mudar as pessoas, deixando Deus fazer, nós mudamos nosso mundo interior o que causa uma mudança também no mundo externo.

Ser 100% responsável é um caminho de pedras, por ser o intelecto tão insistente. Quando nos ocorre um problema o intelecto sempre busca alguém ou alguma coisa para culpar. Insistimos em procurar fora de nós a origem dos nossos problemas.


A Morrnah Simeona, professora do Dr. Len, ensinava que; "Estamos aqui somente para trazer Paz para nossa própria vida, e se trazemos a Paz para nossa vida tudo em nossa volta descobre seu próprio lugar, seu ritmo e Paz.". Esta é a essência do processo Ho'oponopono.

Aqui no Fórum Ho'oponopono você já deve ter reparado na força que circula neste lugar virtual, o fórum é uma ferramenta de limpeza cada vez que você lê as mensagens e participa. Você está sendo limpo enquanto aqui! Estamos trazendo esta sintonia para a sessão, cada vez mais multiplicando o efeito da limpeza pela nossa união e concentração ao mesmo tempo. Podem conferir nos dias após a sessão como seu corpo reage, e a calma que permeia seu ser.

A Divindade sabe que nos reunimos aqui para limpar nossas memórias compartilhadas. Isso libera nossa Mente Consciente de decidir o que exatamente precisa ser limpo.


Os momentos mais sagrados da sessão são quando começam os comentários sobre sentimentos esfuziantes de gratidão, de amor, de uma sensação de felicidade indescritível. Humildemente reconhecemos a Presença. A Divindade penetra na consciência dos participantes e somos deslocados para o espaço do Ser, Inspiração, a Identidade Própria.


"Somos seres divinos, mas a mente só pode servir a um mestre de cada vez. Pode servir às memórias se repetindo, ou a Divindade, que é as Inspirações." Dr. Len

Texto de Al McAllister com referências a textos de Jude O'Hare, e Saul Maraney com o Dr. Ihaleakala Hew Len

Reconheça o seu Bem quando ele aparece.Estaremos realizando uma nova Sessão de Limpeza Virtual Hooponopono no domingo dia 20 de Abril às 20:00 horas. Recomendamos que baixem o PDF "Manual da Sessão" aqui neste link:

http://hopurl.com/41973

No manual constam as instruções de como baixar o plug-in da sala virtual, junto com a senha. Testamos estes links e estão funcionando normalmente, mas se porventura houver alguma dificuldade entrem em contato com:

atendimento@hooponopono.com.br

que lhe enviaremos o manua l por e-mail.

Amor e Paz!
Marilena Rodriguez


Seis Dicas para se Defender de Energias Psíquicas


Seis Dicas para se Defender de Energias Psíquicas

1. NÃO TEMER NINGUÉM

Uma das armas mais eficazes na subjugação de um ser é impingir-lhe o
medo. Sentimento capaz de uma profunda perturbação interior, vindo
até a provocar verdadeiros rombos na aura, deixando o indivíduo
vulnerável a todos os ataques. Temer alguém significa colocar-se em
posição inferior, temer significa não acreditar em si mesmo e em
seus potenciais; temer significa falta de fé.
O medo faz com que baixemos o nosso campo vibracional, tornando-nos
assim vulneráveis às forças externas. Sentir medo de alguém é dar um
atestado de que ele é mais forte e poderoso. Quanto mais você der
força ao opressor, mais ele se fortalecerá.

2. NÃO SINTA CULPA

Assim como o medo, a culpa é um dos piores estados de espírito que
existem. Ela altera nosso campo vibracional, deixando nossa aura
(campo de força) vulnerável ao agressor. A culpa enfraquece nosso
sistema imunológico e fecha os caminhos para a prosperidade. Um dos
maiores recursos utilizados pelos invejosos é fazer com que nos
sintamos culpados pelas nossas conquistas. Não faça o jogo deles e
saiba que o seu sucesso é merecido. Sustente as suas vitórias sempre!

3. ADOTE UMA POSTURA ATIVA

Nem sempre adotar uma postura defensiva é o melhor negócio. Enfrente
a situação. Lembre-se sempre do exemplo do cachorro: quem tem medo
do animal e sai correndo, fatalmente será perseguido e mordido. Já
quem mantém a calma e contorna a situação pode sair ileso. Ao invés
de pensar que alguém pode influenciá-lo negativamente, por que não
se adiantar e influenciá-lo beneficamente? Ou será que o mal dele é
mais forte que o seu bem? Por que será que nós sempre nos colocamos
numa atitude passiva de vítimas? Antes que o outro o alcance com sua
maldade, atinja-o antecipadamente com muita luz e pensamentos de
paz, compaixão e amor.

4. FIQUE SEMPRE DO SEU LADO

A maior causa dos problemas de relacionamentos humanos é a "Auto-
Obsessão".
A influência negativa de uma pessoa sobre outra sempre existirá
enquanto houver uma idéia de dominação, de desigualdade humana,
enquanto um se achar mais e outro menos, enquanto nossas relações
não forem pautadas pelo respeito mútuo. Mas grande parte dos
problemas existe porque não nos relacionamos bem com nós mesmos.
"Auto-Obsessão" significa não se gostar, não se apoiar, se
autoboicotar, se desvalorizar, não satisfazer suas necessidades
pessoais e dar força ao outro, permitindo que ele influencie sua
vida, achar que os outros merecem mais do que nós. Auto-obsediar-se
é não ouvir a voz da nossa alma, é dar mais valor à opinião dos
outros.
Os que enveredam por esse caminho acabam perdendo sua força pessoal
e abrem as portas para toda sorte de pessoas dominadoras e energias
de baixo nível. A força interior é nossa maior defesa.

5. SUBA PARA POSIÇÕES ELEVADAS

As flechas não alcançam o céu. Coloque-se sempre em posições
elevadas com bons pensamentos, palavras, ações e sentimentos nobres
e maduros.
Uma atmosfera de pensamentos e sentimentos de alto nível faz com que
as energias do mal, que têm pequeno alcance, não o atinjam. Essa é a
melhor forma de criar "incompatibilidade" com as forças do mal.
Lembrem-se: energias incompatíveis não se misturam.

6. FECHE-SE ÀS INFLUÊNCIAS NEGATIVAS

As vias de acesso pelas quais as influências negativas podem entrar
em nosso campo são as portas que levam à nossa alma, ou seja, a
mente e o coração. Mantenha ambos sempre resguardados das energias
dos maus pensamentos e sentimentos, e fuja das conversas negativas,
maldosas e depressivas.
Evite lugares densos e de baixo nível. Quando não puder ajudar,
afaste-se de pessoas que não lhe acrescentam nada e só o puxam para
o lado negativo da vida. O mesmo vale para as leituras, programas de
televisão, filmes, músicas e passatempos de baixo nível.

(desconheço o autor)
--

Aliviar a Saudade


Exercício para as Saudades


Você perdeu alguém recentemente ou está morrendo de saudades de uma pessoa? Seu coração está partido e repleto de frases que não foram ditas e que você adoraria dizer? Ou ficou por dar aquele abraço ou aquele beijo de despedida?

Saiba que, com a imaginação, você pode voltar a viver as situações que quiser e dizer tudo aquilo que não quer calar.
Ao limpar sua mente de situações que não foram concluídas, você dá um passo a mais no caminho da sua libertação.
Se você sentir que este é o seu caso, faça este exercício por 21 dias.

Veja, sinta, perceba ou imagine que você está num jardim muito bonito. Ouça os pássaros, sinta o vento, passe suas mãos sobre as flores delicadas e veja surgir de trás de uma árvore esta pessoa. Aproxime-se dela e diga o que precisa dizer. Receba o abraço desta pessoa e ouça o que ela tem para dizer.
Abrace esta pessoa e seja abraçada por ela. Mostre a ela este jardim. Fotografe esta cena e coloque-a dentro do seu coração. Só então respire e abra os olhos.
(Izabel Telles)

Neurocientistas questionam limites do livre-arbítrio


Experimento consegue "prever" decisão cerebral
Grupo alemão questiona limites do livre arbítrio

DA REPORTAGEM LOCAL

As decisões atribuídas ao livre arbítrio humano podem ser formadas
inconscientemente vários segundos antes de o cérebro tomar
consciência delas. Essa é a conclusão defendida por um estudo publicado ontem pela revista "Nature Neuroscience" . O trabalho se baseou em um experimento no qual voluntários tiveram seus cérebros monitorados por ressonância magnética.

No teste, elaborado por cientistas do Instituto Max Planck para
Cognição Humana e Ciências Cerebrais, de Leipzig (Alemanha), pessoas tinham de decidir livremente por apertar um de dois botões em um controle. Ao mesmo tempo ficavam olhando uma seqüência de letras projetada numa tela, que não deveria influir na decisão. Os voluntários tinham apenas de dizer que letra estavam observando quando finalmente decidiam qual botão apertar.

Comparando o momento em que as pessoas se diziam conscientes de suas decisões com padrões de atividade cerebral registrados no aparelho de ressonância magnética, os cientistas tiraram sua conclusão.

"Descobrimos que o resultado de uma decisão pode ser codificado como atividade cerebral nos córtices pré-frontal e parietal [regiões na
superfície do cérebro] até dez segundos antes de entrarem na
consciência", escrevem os autores do estudo, liderado por John-Dylan Haynes. "A impressão de que podemos escolher livremente entre duas possíveis linhas de ação é essencial para nossa vida mental. Contudo, é possível que essa experiência subjetiva de liberdade não seja mais do que uma ilusão e nossas ações sejam iniciadas por processos mentais inconscientes bem antes de tomarmos consciência de nossa intenção de agir."

http://www1. folha.uol. com.br/fsp/ ciencia/fe140420 0802.htm folha.uol. com.br/fsp/ ciencia/fe140420 0802.htm

__._,_.___
.

__,_._,___


Abra sua conta no Yahoo! Mail, o único sem limite de espaço para armazenamento!

Praticando o Poder do Agora


"A chave do segredo está em acabar com a ilusão do tempo. 

O tempo e a mente são inseparáveis. 

Tire o tempo da mente e ele pára, a menos que você escolha utilizá-lo.

Estar identificado com a mente é estar preso ao tempo.

E a compulsão para vivermos quase exclusivamente através da memória ou da antecipação. Isso cria uma preocupação infinita com o passado e o futuro, e uma relutância em respeitar o momento presente e permitir que ele aconteça. 

Temos essa compulsão porque o passado nos dá uma identidade e o futuro contém uma promessa de salvação e de realização.

 Ambos são ilusões"
.
Eckhart Tolle - "Praticando o Poder do Agora"