Sentido Contrário


Não sei explicar a vida.

E a lógica dos meus raciocínios me impedem de sentir a verdade que existe em algum lugar dentro do meu mundo interior.

As vezes sinto uma alegria e uma paz profunda que cala a minha mente.


As vezes a vontade  de se ter apoios psicológicos que vá suprir a ausência de algo que falta lá dentro, o vazio, a busca incessante de subterfúgios que nos dão a enganosa sensação que estamos preenchendo esse vazio.

Utilizamos tão pouco de nossa capacidade de regeneração, desprezamos os sentidos e subestimamos a sabedoria que habita dentro de nós.

Procuramos fora, o que esta dentro, trilhamos os caminhos mais tortuosos para chegar a lugar nenhum...a não ser a mera satisfação das energias egoicas, a satisfação que dura alguns instantes e logo se transforma na vontade de procurar satisfazer outras necessidades do Ego.

Que prisão é essa?

O que tudo isso significa?

Por que vivemos no sentido contrário e tão inconscientes?

Por que o homem investiu em sua própria destruição e não em sua construção perene?

Por que as energias ao invés de serem canalizadas para o mal, não são canalizadas para o bem?

Para o bem de todos?

Por que é mais fácil construir a riqueza para poucos e a pobreza para milhares?

Eis a questão.

Cida Medeiros











Nenhum comentário:

Postar um comentário

Bem vindo! Deixe aqui seu comentário.